Luto

Filho de Geraldo Alckmin morre em acidente de helicóptero em SP

Além do piloto e do filho do governador, outras três pessoas que estavam na aeronave morreram.
Além do piloto e do filho do governador, outras três pessoas que estavam na aeronave morreram.

O filho mais novo do governador Geraldo Alckmin (PSDB), Thomaz Rodrigues Alckmin, era um dos cinco ocupantes do helicóptero que caiu nesta quinta-feira, dia 2 de abril, em Carapicuiba, na grande São Paulo.

O acidente ocorreu às 17h10, em um condomínio localizado na altura do km 26 da Rodovia Castello Branco. Não houve sobreviventes. A aeronave chegou a atingir uma casa em construção, mas ninguém em solo ficou ferido.

Copiloto
Formado em administração de empresas, Thomaz tinha 31 anos e era piloto de helicóptero. Auxiliares do governador informaram, no entanto, que ele estava ocupando o posto de copiloto no momento do acidente. A empresa dona da aeronava, a Seripatri, divulgou nota na qual afirmou que o piloto, cujo nome ainda não foi divulgado, tinha “30 anos de experiência”.

Além do piloto e do filho do governador, outras três pessoas que estavam na aeronave morreram. Seus nomes também não foram divulgados até agora.

Choque
Thomaz era casado e tinha uma filha de 10 anos – Isabella Trombelli Alckmin – fruto de um relacionamento anterior com uma ex-funcionária do Palácio dos Bandeirantes. Ao ter conhecimento da notícia, Fabíola Trombelli, ex-mulher de Thomaz – ela vive com a filha atualmente na Noruega -, ligou para o próprio governador, que, segundo ela não conseguia falar. “O Dr Geraldo só chorou”, afirmou a ex-mulher de Thomaz, em choque, por telefone.

Pessoas ligadas ao governador afirmam que Alckmin tentava convencer o filho a parar de voar. O filho, ainda segundo auxiliares do Palácio, era muito ligado à mãe, dona Lu Alckmin, quem Thomaz considerava “uma espécie de psicóloga”. Além dele, Alckmin tem mais dois filhos: Geraldo e Sophia.

Com informações do Estadão


Curtir: