Fortaleza

Fortaleza: Justiça Federal autoriza desocupação do Cocó

Justiça autoriza desocupação do Parque do Cocó com uso da Guarda Municipal. Foto: Kézya Diniz
Justiça autoriza desocupação do Parque do Cocó com uso da Guarda Municipal. Foto: Kézya Diniz

A Prefeitura de Fortaleza garantiu nesta quinta-feira (03), do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), a reintegração de posse do Parque do Cocó, ocupado há mais de três meses por manifestantes contrários a construção de dois viadutos entre as avenidas Engenheiro Santana Junior e Antônio Sales.

Guarda Municipal
A partir da notificação da ordem de reintegração de posse, a Prefeitura tem três dias para retirar os manifestantes. Pela decisão, a ação pode ser realizada pela Guarda Municipal.

Recomendação
Apesar da decisão, o Tribunal recomendou ainda que a Justiça Federal no Ceará precisa se manifestar. O juiz substituto da 6ª Vara Federal do Ceará, Kepler Ribeiro, por meio da assessoria, disse que se manifestaria sobre o caso nesta sexta-feira (04).

Estratégia
Com a deliberação, os manifestantes iniciaram uma mobilização pelas redes sociais para resistir à desocupação, inclusive uma reunião foi realizada para debater as estratégias.

“Estamos mobilizando todos que puderem para dormir hoje na ocupação ou estar lá a partir das 05h ou 06h da manhã, pois é o momento previsto para a desocupação, que, por sua vez, será realizada com a Policia Federal e Militar. Vamos resistir”, dizem os manifestantes.

Antes
O juiz substituto da 6ª Vara Federal do Ceará, Kepler Ribeiro, determinou, na última segunda-feira (30), que a posse da área do Cocó pertence a União, e não à PMF. No entanto, ele não decidiu como e quando seria realizada a desocupação do terreno.

Leia também:
AGU suspende portaria que autorizava obras de viadutos no Parque do Cocó

Justiça Federal volta a suspender obra de viadutos no Cocó
Justiça autoriza desocupação do Parque do Cocó com força policial
MPF diz que juíza não tem competência para decidir sobre ocupação no Cocó


Curtir: