Fortaleza

Fortaleza: Prefeitura promove “arrastão” contra Dengue no Jangurussu

Fortaleza: Prefeitura promove "arrastão" contra Dengue no Jangurussu
Fortaleza: Prefeitura promove “arrastão” contra Dengue no Jangurussu

A Prefeitura Fortaleza vai aproveitar o feriado de Tiradentes, na próxima terça-feira (21/04), para promover o “arrastão contra a dengue”, com diversas atividades no Bairro Jangurussu, na Regional VI.

A ação vai ocorrer durante toda a manhã da terça-feira, no horário de 8h às 12h, e vai envolver 1.300 profissionais da saúde, aproveitando a presença da população nas residências.

Além dos técnicos da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), as atividades contam com técnicos da Secretaria Estadual da Saúde (SESA) e da Secretaria da Regional VI e constam de visita às residências, orientando e alertando a população para os possíveis criadouros do mosquito transmissor da dengue.

Ações
Paralelamente a esta ação, carros fumacê e agentes equipados com bombas costais estarão percorrendo as principais ruas do bairro além de aplicação de larvicidas em córregos e canais. Na ocasião haverá ainda a Operação Quintal Limpo com a ajuda da população, no recolhimento de recipientes que possam acumular água além da distribuição de material informativo através do Núcleo de Educação Permanente e Mobilização Social (NEMS).

Bairro
A ação está concentrada no Bairro Jangurussu, hoje com mais de 60 mil habitantes, por se tratar do bairro que registrou a maior incidência de dengue em Fortaleza, com 190 casos, seguido de Messejana e Barroso. Durante a operação os Postos de Saúde Melo Jaborandi, Evandro Aires de Moura e Sítio São João irão dar apoio.

Participação
Para o gerente de Vigilância Ambiental e de Riscos Biológicos da SMS, Nélio Morais, a participação da população torna-se primordial nesse momento. “Por meio dessas atividades orientamos a população para os cuidados a serem adotados com os possíveis criadouros do mosquito. Após a visita, a população tem que redobrar a atenção e seguir as dicas para que sua residência não se torne um criadouro. Todos têm que assumir essa responsabilidade conjuntamente, pois a saúde do vizinho, depende diretamente das ações que você toma”, destaca Nélio.

Com informações da prefeitura


Curtir: