Ceará

Frente Parlamentar discute implantação de projeto piloto de combate ao Aedes

Frente Parlamentar discute implantação de projeto piloto de combate ao Aedes

A Frente Parlamentar de Combate ao Mosquito Aedes aegypti se reúne nesta terça-feira (14/03), a partir das 15h, para discutir implantação de um projeto piloto do Sistema Integrado de Combate ao Aedes (Sicae) no Ceará.

A reunião atende a requerimento do deputado Carlos Matos (PSDB) e acontece no Salão Nobre da Presidência da Assembleia Legislativa.

Seminário
Outro assunto que deve entrar na pauta da reunião é a programação do Seminário “Chikungunya: Conhecer para Prevenir e Combater – Experiências e atitudes para o enfrentamento do Aedes aegypti”. O evento é uma promoção da Frente Parlamentar em parceria com instituições afins. O seminário será realizado no dia 27 de março, das 8h às 17h, no auditório João Frederico Ferreira Gomes da AL.

Piloto
A ideia de acelerar a implantação de um projeto piloto do Sicae – que, dentre outras ações, prevê o monitoramento das comunidades urbanas e rurais, além do controle mecânico, biológico e químico do mosquito – surgiu a partir de uma reunião do presidente do colegiado, deputado Carlos Matos, com o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Adeilson Loureiro, na última semana em Brasília.

Viabilidade
Na ocasião, o parlamentar apresentou as ações desenvolvidas pela Frente no Ceará e, segundo Carlos Matos, o secretário mostrou-se interessado na metodologia do Sicae. “Ficou acertado que nós iríamos estudar a viabilidade de criação do programa piloto em pelo menos 10 municípios cearenses. Dando certo, a ideia é expandir o Sicae para o Brasil inteiro”, explicou.

No Ceará
Para compreender melhor o Sistema Integrado de Combate ao Aedes, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Adeilson Loureiro, virá ao Ceará no próximo dia 28 de março, juntamente com uma equipe de técnicos do órgão. Adeilson deve se reunir, a partir do intermédio da Frente, com o secretário da Saúde do Estado, Henrique Javi, e outros profissionais da saúde.

Com informações da AL


Curtir: