Bastidores

Gaudencio Lucena licencia-se do cargo de vice-prefeito de Fortaleza

Gaudencio Lucena licencia-se do cargo de vice-prefeito de Fortaleza
Gaudencio Lucena licencia-se do cargo de vice-prefeito de Fortaleza

O vice-prefeito de Fortaleza, Gaudencio Lucena (PMDB), que está na coordenação de campanha do candidato ao governo do Estado, Eunício Oliveira (PMDB), já está de licença da Prefeitura, para dedicar-se, exclusivamente, a campanha do peemedebista que, também, visa eleger Tasso Jereissati (PSDB) ao Senado Federal. De acordo com Gaudencio, a licença foi oficializada desde a última sexta-feira (1).

“Estou me afastando para fazer uma dedicação exclusiva na campanha, já que eu sou o coordenador”, disse ao Jornal O Estado, ressaltando que desde a semana passada, encaminhou um ofício à Secretaria de Planejamento do Município, pedindo a licença e a suspensão dos seus salários até finalizar a eleição. “Porque não é justo que eu receba salário do Município, trabalhando full-time na campanha”, Justificou.

Pós demissão
Questionado sobre o mal-estar gerado após o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), ter demitido, na última terça-feira (29), os secretários Jade Romero, da Coordenadoria de Participação Popular e Marlon Cambraia, da Controladoria do Município, pelo fato de eles serem ligados ao PMDB, Gaudencio disparou: “O meu cargo é eletivo, só vai terminar no dia que encerrar o mandato em 2016, a não ser no caso de renúncia ou morte. Renúncia não pretendo e morte muito menos”.

“Lamentável”
Concentrando as críticas no tocante a demissão dos secretários peemedebistas, Gaudencio afirmou ainda já ter visto esse tipo de ação em outras regiões e municípios, contudo, reverberou “que não podia imaginar”, que isso poderia ocorrer na Prefeitura de Fortaleza. “É lamentável ainda nesta época, em 2014, exista essa política coronelista de compra de voto e consciência”, afirmou, pontuando que, os secretários só continuavam nos cargos, caso se desfiliassem do PMDB.

Entenda o caso
Na última terça-feira, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, demitiu dois secretários da administração municipal ligados a Eunício Oliveira (PMDB), que disputa o governo do Ceará contra o candidato da base governista, Camilo Santana (PT).

Na ocasião, RC fez questão de deixar claro que a demissão foi motivada por questões políticas. “O PMDB tomou uma decisão muito clara de afastamento do nosso projeto. Essa foi uma decisão unilateral do próprio PMDB de se afastar de um projeto que nós encaramos ser vencedor. Mas essa é uma decisão legítima e política. E essa decisão certamente que traz ônus. É uma decisão em que o PMDB decidiu caminhar só, contrário a nossa gestão municipal, inclusive, que é de apoio a essa grande aliança que nós construímos a pouco mais de oito anos. Enfim, é isso. Não tem muito o que falar”, concluiu o prefeito.

Entra e sai
Deixaram os cargos na Prefeitura, Jade Romero, da Coordenadoria de Participação Popular e Marlon Cambraia, da Controladoria do Município. No lugar deles assumiram: o sociólogo e professor João Arruda (na Participação) e Vicente Férrer (na Controladoria).

Os secretário demitidos foram chamados para reunião com o secretário de Governo, Prisco Bezerra, e com o chefe de Gabinete do prefeito, Queiroz Filho, que os informaram da demissão. O fato acirrou os ânimos entre os ex-aliados.

Com informações do OE


Curtir: