Bastidores

Após declaração de Camilo, Gleisi quer transmitir veto de Lula a acenos para Ciro

Após declaração de Camilo, Gleisi quer transmitir veto de Lula a acenos para Ciro

Logo depois da visita ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba nesta quinta (17), a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, ligou para os governadores do partido os convocando para uma reunião na próxima semana em Brasília.

Lula pediu que Gleisi os reunisse para lhes dizer que ele é candidato ao Palácio do Planalto e que não existe plano B.

Camilo
O encontro foi chamado depois que o governador Camilo Santana (PT-CE) defendeu que o PT apoie Ciro Gomes (PDT) na eleição de outubro. Há alguns dias, Rui Costa (PT-BA) também fez um gesto ao ex-ministro, descartando Lula.

Entrevista
Em entrevista ao jornalista Igos Gadelha, do jornal O Estado de S. Paulo, o governador Camilo Santana disse ter a convicção de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não conseguirá disputar a Presidência nas eleições deste ano. Santana defendeu que seu partido apoie a candidatura presidencial do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), seu padrinho político, e indique o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) como vice. Segundo ele, o PT “não pode apostar no isolamento suicida”.

Agonia
Santana diz que o desejo do povo brasileiro é ver Lula presidente, mas pondera que desejar é uma coisa e realizar é outra. Ele diz não acreditar que deixarão Lula ser candidato, sem entrar no mérito se essa não permissão é lícita ou não. O governador do Ceará se pergunta: “até quando vamos prorrogar essa agonia?”. “Respeito a posição do partido. Sempre tenho colocado que Lula é vítima de uma grande injustiça, mas acho que o momento não é de radicalismo. Sei que o desejo de todos nós era o Lula poder ser candidato. Mas entre querer que ele seja candidato e a realidade atual existe uma ponte muito grande”, disse Camilo.


Curtir: