Eleições 2014

Governo e Senado: Candidatos declaram gastos de R$ 2,4 mi no Ceará

O site do TSE não informa os valores referentes a gastos e arrecadação da campanha de Eunício nem as receitas de Camilo
O site do TSE não informa os valores referentes a gastos e arrecadação da campanha de Eunício nem as receitas de Camilo

Já está disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a primeira prestação de contas de campanha dos candidatos à eleição deste ano. No Ceará, segundo a Corte, os candidatos a governo do Estado, Ailton Lopes (Psol), Camilo Santana (PT) e Eliane Novais (PSB), juntos, já gastaram R$ 1,6 milhão.

O site não informa os valores referentes à campanha do candidato Eunício Oliveira (PMDB) nem as receitas do candidato Camilo Santana (PT). No tocante à arrecadação, o TSE mostra que Eliane Novais e Ailton Lopes receberam doações que totalizam R$ 268 mil. Já os gastos dos candidatos ao Senado – Geovana Cartaxo (PSB) Mauro Filho (Pros), Raquel Dias (PSTU) e Tasso Jereissati (PSDB) – somam R$ 777 mil.

Sem informação
As assessorias de Eunício e Camilo afirmaram que os números foram enviados ao site do TSE dentro do prazo. Já a assessoria de comunicação do TSE, em Brasília, afirmou que os ”candidatos ao governo do Ceará prestaram contas” e, se algum dado está ausente na página, significa que o candidato informou não haver gasto ou arrecadação.

GASTOS GOVERNO

Ailton Lopes (Psol)
O candidato da coligação Frente de Esquerda Socialista, Ailton Lopes, gastou, no primeiro mês de campanha, R$ 12.878,40. Os maiores gastos foram com “publicidade com materiais impressos” que somam R$ 8.500. Entre os valores, o que chama atenção está descrito como “criação e inclusão de páginas na internet”, que custou apenas R$ 30,00.

No que diz respeito à arrecadação, a campanha de Ailton garantiu doações que variam de R$ 40,00 a R$2 mil. Entre os doadores, todos “pessoas físicas”, está o vereador João Alfredo (Psol) que contribuiu com R$ 500,00.

Camilo Santana
O candidato da base governista, Camilo Santana (PT), foi o que declarou os maiores gastos no primeiro mês de campanha, totalizando: R$ 1,3 milhão. As “despesas com transporte ou deslocamento” somam R$ 211. 465,00 . A campanha destinou outros R$ 200.000,00 para a “produção de jingles, vinhetas e slogans”.

Em relação ao que foi arrecadado, o site informa que “a prestação de contas foi entregue sem lançamento de receitas”, assim não é possível identificar quem são os doadores da campanha do petista.

Eliane Novais (PSB)
Já a candidata pelo PSB, Eliane Novais, teve gastos no valor de R$ 218.717,22. A maior despesa é referente a “serviços prestados por terceiros”, no valor de R$ 100 mil. Já no tocante à arrecadação, a socialista garantiu R$ 249.012,22. O maior doador foi a empresa “Safra Leasing S.A Arrendamento Mercantil”, responsável por R$ 227.120,00, por meio da direção estadual da legenda.

Eunício Oliveira (PMDB)
No espaço reservado para a divulgação de informações do candidato Eunício Oliveira (PMDB), o site do TSE informa que a prestação de contas foi entregue sem lançamento de receitas e de despesas. Desta forma não é possível identificar nem os doadores da campanha e nem em que o dinheiro arrecadado até o momento foi gasto.

Senado
Os gastos dos candidatos ao Senado – Geovana Cartaxo (PSB) Mauro Filho (Pros), Raquel Dias (PSTU) e Tasso Jereissati (PSDB) – somam cerca de R$ 777 mil.

GASTOS SENADO

Mauro
O candidato ao Senado, Mauro Filho (Pros), arrecadou R$ 155.090,00. De acordo com o TSE, as doações são de “Eleição 2014, Camilo Sobreira de Santana governador”. As despesas mostram que o candidato gastou mais do que arrecadou, somando R$ 605.913,00. As maiores despesas estão com a “produção de jingles, vinhetas e slogans”, no valor de R$ 100 mil, e com a realização de “pesquisas ou testes eleitorais” que custaram R$ 196.080,00. Já com “despesas com transporte ou deslocamento”, a campanha desembolsou R$ 95.980,00.

Tasso
Já o candidato Tasso Jereissati (PSDB) teve a receita divulgada em R$ 335.600,00. O maior doador da campanha é o próprio Tasso, com transferência eletrônica de R$ 250 mil. Já as despesas chegaram a R$ 155.804,74. A maior movimentação foi descrita como “baixa de recursos estimáveis em dinheiro”, no valor de R$ 60 mil.

Geovana e Raquel
Geovana Cartaxo, candidata do PSB, gastou R$ 12.952.22 e arrecadou R$ 15.332.22. A candidata Raquel Dias teve receita de R$ 2.590,00 e despesa declarada de R$ 2.590,00.

Previsão de gastos
O Ceará terá a quarta campanha mais cara do Brasil se a previsão de gastos dos candidatos ao governo do Estado se realizar até o fim das eleições, com gasto total de R$ 140 milhões. O Estado deve ficar atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Em 2010, os candidatos ao governo do Ceará gastarão, juntos, R$ 120 milhões.


Curtir: