Polêmica

Governo sinaliza que situação de Lupi é insustentável

Ministro do Trabalho Carlos Lupi (PDT) é acusado de diversas irregularidades e pode ser o sexto a cair

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, já recebeu de interlocutores do governo a sinalização de que não há mais condições políticas de sua manutenção no cargo. A informação é da Folha.com.

A presidente Dilma Rousseff, que retornou no sábado (03) de uma viagem à Venezuela, deve chamá-lo para uma conversa definitiva entre domingo e segunda.

Leia ainda:
Comissão de Ética Pública recomenda a Dilma demissão de Carlos Lupi   
Nos jornais: Lupi foi funcionário fantasma da Câmara 
Na presidência do PDT, André Figueiredo defende ‘como amigo’ que Lupi deixe cargo 

Em conversas com integrantes do Executivo, o próprio titular da pasta aparenta ter perdido as esperanças de permanecer e reconhece que está causando constrangimento à presidente da República. Em nenhum momento, porém, admitiu que pedirá demissão.

Dos que procurou, ouviu a avaliação de que sua situação tornou-se insustentável após a Folha revelar que o ministro do PDT acumulou dois empregos públicos por quase cinco anos, em Estados diferentes, o que é vedado pela Constituição.

Com informações da Folha.com