Fortaleza Greve

Guardas Municipais e Defesa Civil aceitam proposta da Prefeitura de Fortaleza

   Os servidores da Guarda Municipal e da Defesa Civil de Fortaleza realizaram Assembleia na manhã deste sábado (4), das 9 às 11 horas, em que foi deliberado  que a categoria está de acordo com a proposta apresentada pela Prefeitura de Fortaleza. Estiveram reunidos cerca de 300 servidores, convocados pelo Sindguarda, Aprospec, CTB e Sindfort.

O acordo garante o valor de R$443,00 do bolsa-formação. A compensação será realizada por meio da concessão do auxílio-refeição no valor de R$ 147,40 e mais R$ 295,60, através de aumento de gratificação já existente retroativo a janeiro de 2012.

O acordo com a categoria inclui também os seguintes pontos:
1. Antecipação da data-base de maio para janeiro;
2. Reposição da inflação (INPC) do período de maio a dezembro de 2011:
aumento de 3,1% retroativo a janeiro de 2012;
3. Garantia de Hora Noturna de 52 minutos e 30 segundos no período
trabalhado de 19h às 7h.
4. Anuênios: concessão de 3 (três) anuênios em abril/2012 e até 3 (três)
em outubro/2012, adquiridos no período de 2005 a 2012 que ainda não
foram pagos.
5. Não abertura de procedimento administrativo em face das manifestações
e atos sindicais ocorridos no período de 28/12/2011 a 03/02/2012.
6. Mesa permanente entre a direção da Guarda Municipal e Defesa Civil de
Fortaleza e as entidades representativas dos servidores, com reunião
mensal, para tratar de assuntos de interesse da instituição e dos
servidores.

Agenda
No próximo dia 8 de fevereiro, será realizada uma nova rodada de negociações, às 15 horas, na sede do Sindfort, para eesolver as especificidades das demais categorias que apresentaram reivindicações.

Leia mais:
Agentes da AMC entram em greve por tempo indeterminado
Samu e IJF confirmam paralisação por tempo indeterminado
Reuniões e paralisações marcam o dia de protestos dos servidores da Prefeitura
Greve geral dos servidores da Prefeitura já tem data marcada
Motorista efetua disparo durante manifestação de agentes de saúde em greve