Eleições 2012 Primeiro Plano

Heitor Férrer: “A cidade parou”; Marcos Cals: “É falta de competência”

Heitor Férrer (PDT) e Marcos Cals (PSDB) participaram do terceiro programa da série especial - Se as eleições fossem hoje?

Se as eleições fossem hoje, PDT e PSDB teriam candidaturas próprias para a prefeitura de Fortaleza. Essa é a convicção do deputado estadual Heitor Férrer e do presidente estadual do PSDB Marcos Cals. Os dois falaram durante a terceira entrevista para a série especial do programa Primeiro Plano, exibida nesta quinta-feira (6).

Durante a conversa, mediada pela jornalista Kézya Diniz, além da opção pela candidatura própria na capital, Cals e Férrer afinam o discurso na hora de falar sobre os problemas da cidade.

Eleições 2012
“Anote aí como documento, o PDT vai ter candidato em Fortaleza. Temos vários nomes. Eu sou pré-candidato e estou com vontade”, garantiu o deputado estadual Heitor Férrer.

“O PSDB terá candidatos na maioria dos municípios, inclusive Fortaleza. Eu sou pré-candidato, mas o partido deverá escolher entre seus quadros aquele que tiver maior densidade eleitoral”, afirmou o presidente estadual do PSDB Marcos Cals.

Gestão mal avaliada
Assim como nos programas anteriores, a discussão sobre a administração municipal e os rumos para Fortaleza foi centralizada na noção de gestão, elegendo como principais temas a saúde, a educação e o trânsito.

“Nós vivemos no Brasil, nos último 20 anos, de gestão por competência. E tem muito administrador que não se reciclou nem se capacitou. Eu quero lhe dizer com toda franqueza e honestidade, que tenho uma boa relação pessoal com a Luiziane. Agora, ela não se reciclou, não se capacitou para ser uma gestora com os problemas complexos que tem Fortaleza”, disse Marcos Cals.

Para Heitor Férrer, é preciso ter planejamento. “Não se trata uma doença sem diagnosticar a doença. Fortaleza é uma cidade com inúmeras doenças, cheia de problemas, mas com uma arrecadação pequena em comparação com esses problemas. Então, nós temos uma cidade que deve priorizar uma política de segurança pública de saúde. Agora, temos que ter pé no chão. Obviamente que o gestor tem que fazer como o deputado Marcos disse, priorizar. Tem a saúde, a educação, que é de péssima qualidade, e tem um outro setor que eu considero fundamental, para ontem, que é o caótico trânsito da nossa cidade”.

Falta de ações
Segundo Marcos Cals, a realização da Copa do Mundo deveria ser uma grande oportunidade para emplacar projetos com a linhas de crédito abertas pelo governo federal, mas que não é aproveitada pela prefeitura. “Essa oportunidade não vai acontecer de novo no país. Cadê o planejamento? As intervenções? Quanto projetos apresentados pela prefeitura foram aprovados na Caixa Econômica? Só dois! E os outros? Me perdoe, mas é falta de competência”.

Reforçando as críticas à gestão municipal, Heitor Férrer foi enfático. “Essa administração que termina no ano que vem, oito anos, nós podemos dizer que ela foi de uma inércia nunca vista, porque o que se planejou não veio, não foi executado, se é que houve planejamento. A cidade parou”.

Assista a entrevista completa aqui.

Próximo programa
Os entrevistados desta sexta-feira serão o senador Inácio Arruda (PC do B) e Eliane Novais (PSB). Os internautas podem participar através do Twitter e do Portal Jangadeiro Online. Os programas serão exibidos ao vivo pela internet e no canal 37 da Net, às 15 horas, e reexibidos às 21h30, nos dias 4, 5, 6 e 7 de outubro.


Curtir:


One thought on “Heitor Férrer: “A cidade parou”; Marcos Cals: “É falta de competência”

  1. Fortaleza cidade que não merecia essa atual gestão. Cidade abandonada, muito lixo, muita areia nos canteiros das ruas e avenidas. Resultado foi que ficou sendo a 3 Cidade mais surja do Brasil. Centro de Fortaleza nao se consegui mais andar por conta do comercio que tomou conta das calçadas. Nada melhorou nesta cidade, desrespeito a saúde no atendimento por poucas ambulâncias do SAMU trouxe morte de muitas pessoas que poderiam ter sido evitada, se administração da atual prefeita soubesse fazer saúde de qualidade. Na educação nada mudou só veio a piorar, pois não valorizaram os professores(a) e com isso o resultado está na lista sendo o pior estudo das escolas municipal publica, é de Fortaleza. Segurança nem se fala, todos os locais abandonados, trouxe o resultado de assaltos em postos de saúde, praças, Hospital IJF, e entre outros locais de competência de segurança da guarda municipal que também é mal administrada pela atual prefeita, só promessas de concurso para aumentar o efetivo mais a promessa nao saiu do papel. O transito de Fortaleza piorou, nada foi feito depois das obras do ex. prefeito Juraci Magalhães. Transporte Publico um dos piores, com preço da passagem mais cara do nordeste mesmo com serviço de algumas linhas entrar em terminal de ônibus não se traz conforto e rapidez ao usuário, fora que esses modelos de ônibus já estão ultrapassados, pois já existe em algumas cidades ônibus coletivos que traz mais conforto e rapidez. Já na área da Habitação, vejo que em Fortaleza nao se valorizam a humanidade, estão dando moradias a população com estrutura interna ultrapassada, sem o piso e sem reboco, uma moradia de terceira, só pra dizer que deu. Estamos terminando 2011, e quero informa na minha visão política que essa gestão foi uma das piores de Fortaleza, pois foi mais investimento em estrutura festiva do que em estrutura de saúde, educação, segurança, transito e moradia. A que ponto chegou essa cidade, que os profissionais de saúde pedindo demissão pra sair do emprego por não esta sendo valorizados, o caso dos médicos do SAMU.

    É pura falta de competência sim como Marcos Cals disse, e A CIDADE PAROU como Heitor Férrer informou. O próximo prefeito que administrar essa cidade vai ter que resolver muitos problemas escondidos nessa atual gestão. E quando for descoberto será complicado pra se resolver. Pois a sujeira é na gestão toda e as irregularidade também. Só desejo é boa sorte para o próximo prefeito de Fortaleza. E que Deus possa ajudar o novo administrador e guia o caminho dele.

    Quem será? A sociedade vai dizer. Espero que dessa vez não seja errado como erraram 2 vezes.

Comments are closed.