Hora K

Hora K: Em entrevista exclusiva, Ciro defende mudanças na Secretaria de Segurança Pública

Em entrevista ao programa Hora K, Ciro diz que Segurança Pública no Ceará "não tem um plano" e que "alguma coisa precisa mudar na Secretaria de Segurança"
Em entrevista ao programa Hora K, Ciro diz que Segurança Pública no Ceará “não tem um plano” e que “alguma coisa precisa mudar na Secretaria”

“Segurança Pública no Ceará não tem um plano”, a declaração é do ex-governador Ciro Gomes ao comentar a onda de violência no Ceará. Para ele, as políticas públicas adotadas pelo governo até funcionaram no primeiro momento, mas foram sabotadas. De acordo com Ciro, a “politicagem” e a “ladroeira” se misturaram durante o movimento de greve da Polícia Militar na virada de 2012 e a Segurança “desmantelou”. 

As declarações foram feitas em entrevista ao programa HoraK que estreia nesta sexta-feira (06/09), às 22 horas, na TVC.

Mudança na Secretaria?
Questionado sobre a necessidade de exoneração do secretário de Segurança Pública, Coronel Francisco Bezerra, já sugerida inclusive por deputados estaduais, Ciro foi cauteloso. “Eu sou muito obrigado à minha franqueza, às vezes sou mal entendido. Mas eu não quero ser uma pessoa que cria uma crise política pro governador, que é meu irmão. Agora, a minha opinião é que alguma coisa precisa mudar na Secretaria de Segurança”, disse. (Veja o vídeo no final deste post)

Consultor
Ciro Gomes ainda revela que encerrou sua atuação como consultor na Secretaria da Segurança e que fez um relatório por escrito com suas impressões sobre a área, a violência crescente, o Ronda do Quarteirão, acertos e erros.  “Ao longo desses três meses eu formei opinião e fiz um relatório por escrito para o Governador [Cid Gomes] e para o secretário [de Segurança, Francisco Bezerra], e me afastei”, ressaltou Ciro Gomes.

Tem muito mais
Essa é apenas uma pequena mostra das declarações de Ciro Gomes ao programa Hora K. No programa, o ex-governador conversou com jovens da escola pública, assistiu depoimentos de amigos e parentes. Disse que a Refinaria “passou para a conta do mentiroso” e que estão “enrolando” o Ceará; que se ele fosse o governador, o acampamento do Cocó não tinha durado um dia.  “Se eu permito que uma minoria, fisicamente, impeça uma decisão de uma maioria, isso é fascismo”, disse.

Assista: Entrevista com Ciro Gomes ao Hora K
Quando? Na sexta-feira, dia 06 de setembro
Hora: Às 22h
Canal: Na TVC, canal 5

Veja abaixo a chamada do programa com um pequeno trecho das declarações de Ciro Gomes:


Curtir: