Ceará

HUB da TAM: Deputados temem nova “rasteira” de Pernambuco

O tucano cobrou mais atuação de líderes cearenses junto ao Governo Federal. Foto: Máximo Moura
O tucano cobrou mais atuação de líderes cearenses junto ao Governo Federal. Foto: Máximo Moura

Ao perder grandes empreendimentos para Pernambuco e receber menos recursos que o Estado, alguns deputados manifestaram, ontem, na Assembleia Legislativa, a preocupação de o Ceará levar uma “rasteira de Pernambuco”, com relação à instalação do HUB da Tam (centro de voos internacionais e nacionais).

Os parlamentares cobraram mais atuação dos líderes cearenses junto ao Governo Federal, para que com o apoio da presidente Dilma Rousseff (PT),o Ceará que disputa o empreendimento com Recife e Natal, ganhe o HUB, que seria, segundo defendem as lideranças cearenses, capaz de alavancar a economia no Estado, em meio a crise econômica.

As declarações do senador Humberto Costa (PT), de que a presidente Dilma Rousseff (PT), já teria dado seu aval no sentido de ceder à Infraero, parte da Base Área, próxima ao Aeroporto dos Guararapes, em Recife, capital que disputa o HUB com Fortaleza, causou questionamentos em alguns parlamentares, principalmente os de oposição.

Firmeza
Ao tratar da importância de líderes políticos e empresariais de cobrar posicionamentos mais firmes dos governos, o deputado Carlos Matos (PSDB), afirmou, em pronunciamento, ter ficado “preocupado” com o possível aceno do Governo Federal em apoio à instalação do HUB da Tam, em Pernambuco. “Nós estamos perdendo em tudo para Pernambuco e o Ceará a ver navios. Estamos perdendo nos recursos para a Saúde, recursos estruturantes e tudo que estamos sonhando, Pernambuco já conseguiu”, rechaçou.

Refinaria
Conforme o tucano, há uma “dívida” por parte do Governo Federal com o Ceará, referente à refinaria Premium II. Segundo o parlamentar, enquanto no Ceará o equipamento foi cancelado pela Petrobras, no litoral sul de Pernambuco, a Refinaria Abreu e Lima segue em plena construção. “A renovação do [terreno] do Aeroporto daqui, Pernambuco já conseguiu. Essa articulação política que o Ceará sempre teve, uma capacidade para articular grandes obras, nós estamos parados”, criticou.

Sonho
O deputado Capitão Wagner (PR) frisou que o Ceará precisa ser apoiado naquilo que for pertinente para que o Hub seja instalado no Estado e salientou que parecia que o Ceará estaria à frente da articulação para trazer o empreendimento. “No entanto, temo que o Estado leve uma rasteira de Pernambuco. Assim como a Refinaria e outros projetos inacabados dos governos Estadual e Federal, talvez esse Hub não passe de um sonho”, disse.

Ao salientar que pelo fato de o Ceará ter à frente um governo do PT, além da dívida da refinaria, o Estado estaria à frente nessa articulação. “Esperamos que sejam só especulações”, afirmou.

Reunião
De acordo com o deputado Danniel Oliveira (PMDB), a presidente da Tam, Cláudia Sender, convidou os senadores Eunício Oliveira (PMDB) e Tasso Jereissati (PSDB), “para uma conversa”, no próximo dia 17, com o objetivo de discutir e sanar questões com relação a implantação do equipamento em Fortaleza.

“Falta mais articulação do Estado e da Prefeitura, no sentido de oferecer incentivos como redução no Imposto Sobre Serviços de qualquer natureza. (ISS)”, pontuou o peemedebista, dando conta de que a movimentação mais clara para que o HUB seja instalado no Ceará, parte dos senadores cearenses. “Em Pernambuco, o Estado vem realizando uma campanha muito forte junto com a Prefeitura de Recife, para que o HUB seja instalado lá”, alertou.

Com informações do OE


Curtir: