Fortaleza

Implementação do Estatuto de Segurança Bancária será debatida na Câmara de Fortaleza

Acrísio Sena e Ann Cely debatem novo encontro sobre o tema. Foto: Evilázio Bezerra/CMFor

A Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) reúne, nesta segunda-feira, dia 10 de dezembro, entidades e instituições interessadas em debater a aplicabilidade do Estatuto de Segurança Bancária de Fortaleza. De acordo com o presidente da Casa, vereador Acrísio Sena (PT), serão convidados Decon, Procon, Secretaria de Segurança Pública, Polícia Federal e representantes dos bancos e da categoria bancária. O encontro acontece na sededo Decon.

“Vamos retomar o debate sobre a implementação do Estatuto de Segurança Bancária e vamos estar fazendo mais uma rodada de negociação e em definitivo tirando o calendário de implementação”, disse o vereador.

Decon
A decisão sobre o encontro foi tomada na segunda-feira (03), em encontro entre o presidente Acrísio Sena e a secretária Executiva do Decon, Ann Celly Cavalcante.

Itens fundamentais
Ainda segundo o parlamentar, seis itens constantes no Estatuto são fundamentais para a garantia de segurança de funcionários e clientes dos bancos nas agências e postos de autoatendimento. São eles: a instalação de porta giratória eletrônica, biombos, o videomonitoramento, a proibição de aparelhos celulares, a exigência de vigilantes em postos de autoatendimento e caixas eletrônicos e o transporte de valores em horário que não coincida com o funcionamento das agências.

Multa
O vereador destacou ainda que acredita na aplicabilidade das regras do Estatuto, principalmente por acarretar multa em caso de descumprimento e sinalizou que já há avanços em agências da Cidade. Acrísio ressaltou, inclusive, que um banco privado já foi multado por descumprimento ao Estatuto.

“Bancos federais já, em grande medida, vêm cumprindo. E há uma sinalização com bancos privados que façam as licitações e tenham pelo menos esses seis quesitos citados. Acho que vamos conseguir implementar até porque a multa é financeiramente volumosa. Creio que com essa ação preventiva e com essas ações de exigências do comprimento Fortaleza vai dar um passo significativo”, concluiu.

Com informações da CMFor


Curtir: