Corrupção Nacional

Irregularidades fazem governo cancelar 18 licitações de obras do PAC 2 em rodovias e ferrovias

Atual ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos

A recente crise no Ministério dos Transportes envolvendo contratos irregulares para execução de obras provocou a reavaliação dos empreendimentos. Foram revogadas 18 licitações, sendo 14 do Departamento de Infraestrutura Terrestre (Dnit) e quatro da Valec, a estatal que cuida da infraestrutura do setor de ferrovias. Os dados estão no balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), divulgado nesta terça-feira (22) pelo governo federal.

“Entendemos que é conveniente suspender e cancelar algumas licitação, com o intuito de fazer uma avaliação adequada dos projetos e isso foi feito. Nas licitações em que havia deficiências, elas serão corrigidas”, disse o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, na divulgação do balanço do PAC 2.

Reavaliação
O ministro falou também em redução de gastos com a reavaliação de projetos relevantes. “No que diz respeito às principais ferrovias que estamos tocando, já identificamos oportunidades de redução de valor. Nas ferrovias, temos informações de ganhos que podem ser obtidos com a alteração de parte do traçado”. Nos projetos rodoviários, o ministro disse que também há chances de cortar gastos com emprego de novas tecnologia e com reavaliações de engenharia.

Os últimos dados do PAC 2 mostram que das 42 licitações do Dnit que estavam em andamento na época da troca de comando na pasta dos Transportes, 14 foram revogadas e 27 suspensas. Das suspensas, o balanço informa que 14 serão retomadas ainda este ano. Na Valec, das oito licitações que estavam em andamento, quatro foram revogadas e quatro suspensas. Só uma será retomada até o fim do ano. As licitações sem previsão de retomada este ano deverão ser publicadas no primeiro trimestre de 2012.

Leia mais:
Estradas cearenses: relatório aponta que 79% apresentam más condições 
Juiz chama rodovias federais no Ceará de “estradas sonrisal” 
Rally dos buracos da BR-222 ganha nova edição em Novembro 

Desempenho
Passos avaliou que a crise no ministério, que culminou com o pedido de demissão do ministro Alfredo Nascimento, não afetou o desempenho da pasta. “No ano de 2010 tivemos uma execução de R$ 12,8 bilhões e chegamos, a essa altura de 2011, com R$ 10,3 bilhões. Eu disse que teríamos algum impacto pelo ajuste natural que passava o ministério pela troca de comando, mas que isso teria caráter transitório e não comprometeria o desempenho”.

Da Agência Brasil


Curtir:


One thought on “Irregularidades fazem governo cancelar 18 licitações de obras do PAC 2 em rodovias e ferrovias

  1. associaçao dos trabalhadores rurais do vale do rio guapore no estado de rondonia,vem mui.respeitosamente, e responsavelmente.lamentar como estao esses homns,que sao nomiados.por os chefes da naçao brasileiras.pois isso ja.nos enjuamos de escutar,descobrem tudo,e ficam todos impunes,isso e uma vergonha.para nos eleitores,pois sao eles quem nos elejemos,nos nossos estados,e depois vao para serem ministros,e nao lutampor uma honra.para que nao ajam.esses desvios dos recursos ferais,pois em dois governos. ex,pres,lula e a pres, dilma quantos ministros ja foram espulsos,e com medo de serem espulsos.pediram o afastamentos do seus gabinetes,pois isso e uma imagem.muito feia,e triste.para um paiz democraticos,assim como o nosso paiz brasil.chega dar uma enciedade,de nos sermos tao pobres,que nao temos nem uma casa.para morar,e nao fazem uma baixa renda.so porque nos nao temos filhos,pequenos,entao dizem,nao o bolsa de auxilio do governo federal,e somente.para quem tem,filhos na escola,e como que esses bilhoes e bilhoes,cada 4 em 4 anos,e nao saiu do papel,e nos quando denunciamos,esses casos,pedindo,uma br-429-rondonia a quase 31 anos,e ja foi milhoes,e bilhoes,e o dnit nunca fez o asfoalto.entao vamos cobrar,quem agora.pois ja sofremos,varias prisoes.por parte da policia federal,somente.por nos pedirmos a nossa br-429-rondonia,e as reentregaçoes de posse.das mesmas,que foi nos tomadas,por esses mesmos chefoes.entao nao podemos aceitar.esses desvios,enormes,dinheiro do povo pobre,que paga os seus impostos,entao chega de tantos desvios dos cofres publicos federais,nosso muito obrigado,pedimos as nossas desculpas,pois somos abandonados a quase 31 anos,entao somos revoltados.por essas tristes historias,um abraço a todos do bem.hermes cavalheiro

Comments are closed.