Ceará

Justiça decreta prisão de 28 envolvidos em corrupção em São Gonçalo do Amarante

O ex-prefeito de São Gonçalo, Walter Ramos de Araújo Júnior, está entre os acusados.
O ex-prefeito de São Gonçalo, Walter Ramos de Araújo Júnior, está entre os acusados.

A Justiça do Ceará decretou nesta terça-feira, dia 28 de maio, a prisão temporária de 28 acusados de praticar crimes contra administração pública no município de São Gonçalo do Amarante. Também determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal, além da indisponibilidade dos bens dos envolvidos.

Ex-prefeito
Entre os acusados está Walter Ramos de Araújo Júnior, ex-prefeito do município, que fica na Região Metropolitana de Fortaleza. Os outros são secretários municipais, advogados, engenheiros e empresários da construção civil. Sete empresas também estão sendo investigadas.

Operação
Pela manhã, o Ministério Público juntamente com a Polícia Civil deflagrou uma operação, denominada “Vil metal”, com a finalidade de combater a corrupção no município. Conforme denúncia do MP, houve desvio de R$ 3.450.130,00. O dinheiro foi utilizado no pagamento de serviços não realizados. Os cheques emitidos eram depositados em contas dos envolvidos e/ou de terceiros.

Irregularidades
O dinheiro também foi direcionado indevidamente para outras empresas. As assinaturas dos documentos, que viabilizaram o desvios dos recursos, pertencem ao ex-prefeito e ao ex-tesoureiro, Wagner Araújo de Farias. As investigações apontam irregularidades entre 2007 e 2011.

Autorização
O juiz Ricardo Emídio de Aquino Nogueira, titular da Vara Única de São Gonçalo do Amarante, autorizou ainda a realização de diligências de busca e apreensão em equipamentos pertencentes aos órgãos públicos. Determinou também o sequestro de bens, direitos ou valores até R$ 9.321.655,51 e a indisponibilidade de ativos financeiros dos acusados, no montante de R$ 3.450.130,00.


Curtir: