Greve

Justiça mantém calendário de reposição de aulas da rede municipal

Mesmo fora da greve, os professores combram a implantação imedidata da Lei do Piso Nacional do Magistério. Foto: Caroline Ribeiro

O juíz titular da 8ªVara da Fazenda Pública, Francisco Luciano Lima Rodrigues, decidiu nesta sexta-feira (1º), manter a portaria da Prefeitura de Fortaleza que dispõe sobre o cumprimento do calendário escolar de 2011 – e que ordena a compensação dos dias parados com o movimento grevista.

Leia mais:
Professores do município decidem suspender greve, mas mantêm mobilização
Vídeo: Professores de Fortaleza decidem continuar greve
Professores municipais decidem manter greve

Negativa
A decisão do Tribunal de Justiça do Ceará, nega o pedido de Tutela Antecipada impetrado pelo Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação (Sindiute), que foi à justiça para pedir o direito de não repor as aulas nos dias 1 a 15 de julho de 2011, e durante os três sábados por mês.

Prejuízo
De acordo com a Justiça, o pedido de antecipação da tutela “não merece acolhimento”. Ainda de acordo com a decisão, os professores praticaram uma “greve irregular”, nos termos da decisão judicial. A decisão preza que os os professores grevistas têm que repor os dias que passaram paralisados, de modo que “os alunos não tenham um maior prejuízo” que possa resultar na perda do ano letivo.

Redação do Jangadeiro Online, com informações do Tribunal de Justiça do Ceará


Curtir:


2 thoughts on “Justiça mantém calendário de reposição de aulas da rede municipal

  1. Alguem tinha alguma esperança da justiça acolher os professores. Professor não é nada, não merece respeito. Os juízes tão pouco se lixando para nossa situação e para a verdadeira situação dos educadores. Quando estiver faltando professores não reclamem.

  2. A Justiça agiu de forma correta. É preciso sim sacrificar algumas coisas para que o calendário seja logo regularizado. Lembrando que o calendário já estava atrasado devido a outras greves recentes de professores.

Comments are closed.