Eleições 2014

Justiça proíbe participação de servidores em campanha de Camilo e Mauro Filho

Justiça proíbe participação de servidores em campanha de Camilo e Mauro Filho. Foto: Divulgação
Justiça proíbe participação de servidores em campanha de Camilo e Mauro Filho. Foto: Divulgação

O desembargador Antônio Abelardo Benevides Moraes, da Corregedoria Regional Eleitoral, deferiu a ação da coligação “Ceará de Todos”, encabeçada por Eunício Oliveira (PMDB) e pelo ex-senador Tasso Jereissati (PSDB), que denuncia a convocação de servidores pelo governo do Estado para os eventos de campanha dos candidatos Camilo Santana (PT) e Mauro Filho (Pros), respectivamente, ao governo do Ceará e ao Senado.

Abuso
Segundo o desembargador, a ação caracteriza-se por abuso de poder econômico ou do poder de autoridade do governador Cid Gomes (Pros), caso seja comprovada a denúncia.

Defesa
Após ser notificada, a coligação terá um prazo de cinco dias para se defender e apresentar suas justificativas.

Sem comentários
Até o momento, a coligação do petista não comentou o assunto.


Curtir: