Ceará

Líder do governo Cid diz que CPI das milícias teria viés político

Líder do governo Cid diz que CPI das milícias teria viés político
Líder do governo Cid diz que CPI das milícias teria viés político

O líder do governo Cid Gomes na Assembleia Legislativa, deputado José Sarto (PSB), rechaçou a ideia de uma CPI para apurar as denúncias do ex-governador Ciro Gomes sobre possíveis milícias dentro da Polícia Militar. A proposta é do deputado Roberto Mesquita (PV). “CPI tem viés político e o governo não vai tratar um setor tão delicado como o da segurança sem a devida seriedade e responsabilidade”, afirmou.

Leia ainda:
Deputado propõe CPI para investigar suposta milícia na PM; Vereador chama Ciro à Câmara

Conduta
Sarto negou que esteja havendo perseguição aos policiais que têm sido transferidos para locais distantes e justificou que “o Estatuto da Polícia é rígido e está sendo aplicado contra aqueles que se desviaram da conduta”, afirmou.

Veja também:
Ciro denuncia “milícia” na Polícia do Ceará, chama Wagner de picareta e diz que “cabeças rolarão” em caso de greve
Capitão Wagner reage às declarações de Ciro Gomes sobre suposta “milícia” na Polícia Militar

Não pode!
José Sarto lembrou que policiais não podem se amotinar, nem fazer greves, muito menos danificar o patrimônio público como aconteceu na greve de janeiro de 2012. “Espaço para a negociação sempre existe e o governo está atendo para os reclames da categoria, só não podemos concordar com o uso político da instituição Polícia Militar para atender a interesses estranhos a corporação”, finalizou o líder do governo na Assembleia Legislativa.


Curtir:


8 thoughts on “Líder do governo Cid diz que CPI das milícias teria viés político

  1. Só pode ser brincadeira. Não há perseguição?! Há sim, e muita, será que ele não soube do policial que cometeu o suicidio por causa das perseguições? Kézia, entreviste tambem o Capitão Wagner, pois, por enquanto, só ouvimos a outra parte.

  2. O deputado mente descaradamente, pois eu e outros tantos trabalhadores fomos expulsos da PM porque participei de uma reunião garantida pela constituição, isso porque o presidente dessa associação era o Vereador Capitão Wagner. Se isso não é perseguição eu não sei o que é. Nós não vamos sossegar enquanto as presepadas e as imoralidades escondidas nas entranhas desse governo não venham a tona.

  3. Até hoje o único aumento salarial foi graças a greve e o Governo nao apresentou nenhum plano de cargos e carreiras aos militares e ainda fala em rola cabeça!

  4. Todos sabem que existe uma perseguição dentro da PM, isso é notório. Policiais sendo expulsos por participarem de uma reunião pacífica, transferências e mais transferências sem motivos. Isso é triste !!!

  5. Como outro político mesmo sugeriu, o Roberto Pessoa, esse senhor Ciro Gomes está doente, deveria era procurar tratamento…

  6. Ah, o que fica logicamente evidente… Se o líder do governo assume que uma CPI sobre o tema teria fins políticos, então qual é a finalidade das declarações do irmão do governador, o senhor Ciro?? Política apenas, e não conhecimento e cuidado com a segurança pública e consequentemente com a sociedade. Lamentável.

Comments are closed.