Ceará

Líder do Governo explica proposta de reajuste para professores

Deputado Antonio Carlos (PT)

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Antonio Carlos (PT), explicou nesta terça-feira (8) sobre o reajuste proposto pelo Governo aos professores da rede estadual de ensino. O parlamentar disse que o Executivo concederá um aumento de 15% para todos os professores, ativos e inativos. “Para os mestres, será dado mais 10% de aumento”, acrescentou.

Segundo ele, o salário médio do professor passará para R$ 3.030 . Outra mudança, de acordo com o parlamentar, será relacionada ao destino dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

De acordo com a lei, o Governo deve investir, no mínimo, 60% dos recursos do Fundo para o pagamento de professores.  No entanto, o governador Cid Gomes planeja, até 2014, modificar a legislação para que seja obrigatória a destinação de 80% da verba do Fundeb para este fim.

Oposição pedem mais
Os deputados Roberto Mesquita (PV) e Eliane Novais (PSB) sugeriram que 100% do Fundeb sejam direcionados ao pagamento dos professores. “Houve uma época em que o professor tinha orgulho do cargo que exercia, porque ele era bem remunerado. Hoje, de todas as categorias com o mesmo grau de instrução a que menos remunera é o magistério”, disse mesquita.

Eliane Novais lamentou que uma parte da categoria não vá receber o piso. “O piso não será aplicado para o piso superior, porque não houve repercussão na carreira”, disse ela. “Quais foram os critérios técnicos adotados pelo Governo do Estado para dividir a categoria?”, questionou a parlamentar.

Leia mais:
Professores da rede pública estadual decidem entrar em greve por tempo indeterminado
Professores estaduais realizam ato público em Fortaleza

Professores estaduais em greve protestam contra Governo no aeroporto

Com informações da Assembleia Legislativa.