Nacional
Atualizado em: 01/05/2011 - 7:01 pm

Lula e Fernando Henrique Cardoso. Foto: Agência Brasil.

Livros aprovados pelo ministério da Educação atacam privatizações feitas no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e minimizam o escandalo do mensalão descoberto em 2005 durante o governo Lula (PT).

Agora, uma comissão formada por professores avalia os livros, que são usados por 97% das escolas da rede pública de ensino. A informação é da Folha de São Paulo na reportagem assinada por Luiz Bandeira e Rodrigo Vizeu. Acompanhe trechos da matéria:

Livros didáticos aprovados pelo MEC (Ministério da Educação) para alunos do ensino fundamental trazem críticas ao governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e elogios à gestão de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Uma das exigências do MEC para aprovar os livros é que não haja doutrinação política nas obras utilizadas.

O livro “História e Vida Integrada”, por exemplo, enumera problemas do governo FHC (1995-2002), como crise cambial e apagão, e traz críticas às privatizações.

Já o item “Tudo pela reeleição” cita denúncias de compra de votos no Congresso para a aprovação da emenda que permitiu a recondução do tucano à Presidência.

O fim da gestão FHC aparece no tópico “Um projeto não concluído”, que lista dados negativos do governo tucano. Por fim, diz que “um aspecto pode ser levantado como positivo”, citando melhorias na educação e a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Já em relação ao governo Lula (2003-2010), o livro cita a “festa popular” da posse e diz que o petista “inovou no estilo de governar” ao criar o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social.

O escândalo do mensalão é citado ao lado de uma série de dados positivos.

A íntegra da reportagem está disponível para assinantes do jornal e do uol. Livros aprovados pelo MEC criticam FHC e elogiam Lula

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me