Em Brasília

Luizianne denuncia criminalização de ambientalistas do Greenpeace e assina CPI do Óleo

Luizianne denuncia criminalização de ambientalistas do Greenpeace e assina CPI do Óleo. Foto: Arquivo/Edilson Rodrigues/Agência Senado

A deputada federal Luizianne Lins (PT/CE) denunciou, na quarta-feira, 23 de outubro, durante a reunião da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CMPI) das Fake News a criminalização de ativistas ambientais do Greenpeace que protestavam na frente do Palácio do Planalto contra a presença de óleo nas praias do Nordeste.

Luizianne enfatizou ainda a falta de empenho do governo federal em investigar e encontrar os responsáveis pelo derramamento de óleo. “Já sabemos que culpar a Venezuela foi mais uma fake news disseminada por este governo, que se recusa a apurar os fatos, dar explicações e ajudar o povo nordestino”, afirma a deputada.

CPI
A parlamentar também assinou, durante a reunião da CPMI das Fake News, o requerimento para instalação da CPI do Óleo, de autoria do deputado federal João H. Campos (PSB/PE). Caso instalada, por um prazo de 120 dias, essa CPI investigará a origem das machas de óleo que há mais de 50 dias se espalham pelo litoral nordestino; bem como avaliar as medidas que estão sendo tomadas pelos órgãos competentes, apurar responsabilidades e propor ações que cessem os danos atuais e previnam possíveis acidentes ambientais no futuro.


Curtir: