Ceará

Luizianne diz que PT sofre “ataques covardes” da base de Cid Gomes na Assembleia

Cid e Luizianne em tempos de aliança. Foto: reprodução da TV Jangadeiro

“O PT vem sendo uma vítima de ataques covardes, ataques dos mais diversos, inclusive feitos pela própria base do governo Cid que ataca o PT e nós não podemos admitir isso”. Foi com essa declaração que a prefeita Luizianne Lins justificou uma “nova postura” de oposição do PT ao governo Cid Gomes na Assembleia Legislativa.

Do outro lado
Desde a última sexta-feira (06), o Partido dos Trabalhadores anunciou a saída do chamado “Blocão” composto por PSB, PMDB, PCdoB e até então pelo PT. Assim, a legenda passou a contar com uma liderança própria na Assembleia Legislativa. Para Luizianne Lins, presidente do PT no Ceará, a decisão da sigla é legítima.

“Na prática isso significa que o PT terá voz própria para poder tomar a defesa do partido e do governo municipal que é do PT. Houve uma mudança de relação do governo municipal com o governo estadual, houve uma mudança de aliança e consequentemente é importante que o Partido dos Trabalhadores tenha a sua própria voz na Assembleia Legislativa”, enfatizou.

Na defesa
Segundo a prefeita, as críticas de aliados do governo motivaram a decisão que foi confirmada após o rompimento político em Fortaleza, entre Luizianne e Cid Gomes, presidente do PSB no Ceará.

“O PT resolveu agora ter seu líder específico que na hora que o PT for ofendido, ou o governo municipal, essa voz se levantará e vai fazer o contraponto e não vai deixar que esses ataques covardes, ataques pré-eleitorais, que só agora estão acontecendo  em função da campanha, então o PT vai ter a sua voz pra se defender”, ressaltou.

Cooptação
Luizianne ainda comentou a relação de outros partidos que compõe as alianças eleitorais que são sustentação ao candidato do PT à prefeitura de Fortaleza, Elmano de Freitas, e do candidato do PSB, Roberto Cláudio. Segundo Luizianne, a ala histórica do PSB sofreu um “processo de agressão política muito violento” pela “direção dos Ferreira Gomes” e agora manifesta abertamente apoio ao petista.

Troca e cooptação
Além disso, a prefeita ressaltou que os aliados de Cid Gomes “conseguiram levar na marra, na força bruta, o PTdoB” para a coligação de Roberto Cláudio e que vereadores do PMDB, partido coligado com o PSB, estão dispostos a apoiar a candidatura do Elmano de Freitas.

“O que eu entendo é que tá na nossa coligação quem quer ficar e tá, infelizmente, na outra coligação gente que tá sendo obrigado. A maioria que tá lá, tá sendo obrigado, ou é cooptado, ou normalmente vão por essa questão de impor na força que o partido mande nacionalmente a intervenção para os partidos locais”, disse Luizianne.

Brutal
Ainda durante entrevista a prefeita lamentou a situação política, que segundo ela, está sendo imposta pelo grupo ligado ao governador Cid Gomes.

“Isso é lamentável. Nós estamos vivendo aqui um processo brutal de, quando não é cooptação é uma imposição, é uma intervenção pra que esses partidos nacionalmente, vem de lá a ordem, pra eles apoiarem aqui mesmo a contragosto”, concluiu.

Fala Cid
O governador Cid Gomes, presidente do PSB no Ceará,  diz que não está preocupado e que não acredita que o PT fará oposição ao seu governo. “A base do governo na Assembleia não se altera. Como Fortaleza é uma cidade importante a notícia que eu tenho é que o PT preferiu ter lá uma representação por conta desse momento. Isso não quer dizer que haja rompimento. Nós temos perfeita relação”, defende.

Sem oposição
Para Cid Gomes, a nova postura do PT, defendida pela prefeita Luizianne Lins, não vai representar oposição ao governo.

“Não é isso que eu enxergo. O PT é nosso aliado a nível nacional, é nosso aliado a nível estadual. Aqui em Fortaleza, a prefeita tem um candidato e eu me senti demandado pela população a apresentar um outro candidato. Isso não quer dizer que nós rompemos”, defendeu.

Aliados por aí
Cid Gomes ressaltou que em diferentes municípios do Ceará, como é o caso de Sobral, o PSB dá apoio ao PT e mantém alianças políticas. “Há gente do Partido dos Trabalhadores trabalhando no Governo. Há pessoas do PSB trabalhando em administrações do PT em outros municípios. Isso é do processo democrático”, disse Cid Gomes.

Acompanhe trechos das entrevistas de Cid Gomes e Luizianne Lins na reportagem do Jornal Jangadeiro: 

[youtube]http://youtu.be/Q-aHyf9-8dE[/youtube]


Curtir: