Câmara dos Deputados Pesquisa

Maioria dos deputados quer o governo priorizando o combate à inflação

Um levantamento feito pelo Instituto FSB Pesquisa, publicado na edição deste domingo do jornal Folha de São Paulo, mostra que a maioria dos integrantes da Câmara dos Deputados defende que o controle da inflação seja a prioridade da política econômica do governo.

Para 54% dos parlamentares, o maior desafio no momento é conter a pressão inflacionária, enquanto 33% priorizam o crescimento da economia. A pesquisa ouviu 217 dos 513 deputados, distribuídos proporcionalmente.

Partidos
Entre os principais partidos da Câmara Federal, a única sigla que inverte a prioridade é o PT. Entre os deputados petistas, 49% optam pelo aquecimento da economia como principal ação de governo para os próximos meses, e apenas 24% dizem que o controle da inflação deveria ser o foco do governo.

Já entre os parlamentares do PMDB, 63% dizem optar pelo controle da inflação. Na oposição, a opinião majoritária é pelo controle da inflação. O DEM é o que mais escolhe esse caminho: 89%, seguidos pelos tucanos (67%).

Entrevistado pela Folha, o diretor do instituto responsável pela pesquisa, Wladimir Gramacho, acredita que “os petistas estão mais preocupados com o impacto de uma retração econômica na popularidade do governo Dilma e seus reflexos na reeleição da atual presidente”.

Inflação e juros
O índice de inflação está em 7,23% no acumulado dos últimos 12 meses, acima do teto da meta estipulada pelo Banco Central, que é de 6,5%. O BC reduziu sua previsão de crescimento da economia brasileira de 4% para 3,5% em 2011.

A maioria dos deputados, 66%, espera que o BC continue reduzindo os juros. A taxa básica está em 12% ao ano.

Com informações da Folha de São Paulo


Curtir: