Corrida presidencial

Marina Silva tem dobro das chances de Aécio de ir ao segundo turno

Marina Silva tem dobro das chances de Aécio de ir ao segundo turno
Marina Silva tem dobro das chances de Aécio de ir ao segundo turno

Ainda que venha apresentando sinais de queda nas pesquisas e reduzindo sua vantagem sobre o terceiro colocado, a ex-senadora Marina Silva (PSB) ainda demonstra mais chances de ir ao segundo turno do que seu adversário direto, o senador Aécio Neves (PSDB). É o que mostra a edição desta quinta-feira de O Estado de S.Paulo com base em levantamentos realizados pelo Estadão Dados que teve como sustentação a pesquisa do Ibope divulgada na noite de terça-feira (30).

Marina x Aécio
Em duas semanas, a vantagem relativa de Marina Silva (PSB) sobre Aécio Neves (PSDB) para passar ao segundo turno presidencial caiu pela metade. Em 15 de setembro, ela tinha 3,8 vezes mais chances do que o tucano.

Na terça-feira, a diferença era menor:2 para 1. Sua vantagem caiu 46%, mas a chance de Marina ainda é o dobro da de Aécio. É o que mostra um modelo estatístico desenvolvido pelo Ibope e pelo Estadão Dados, com base no potencial de votos. “Se as curvas de intenção de votos dos dois candidatos (Marina e Aécio) continuarem com as tendências recentes, há uma probabilidade de elas se cruzarem em algum ponto no futuro próximo”, diz a CEO do Ibope Inteligência, Márcia Cavallari.

Estatítsico
Mas não é possível prever se isso acontecerá antes da eleição. O modelo estatístico desenvolvido pelo Ibope e pelo Estadão Dados simula todas as combinações possíveis de votação de Marina e Aécio, e depois calcula quantas dessas combinações beneficiam um ou outro candidato.

Combinações
Segundo resultados da pesquisa Ibope divulgada na terça, 67% dessas combinações levariam Marina ao segundo turno contra Dilma Rousseff (PT), e 33% levariam Aécio. Duas semanas atrás, essa proporção era de 79% a 21%. As simulações de resultado só se aplicam a Aécio e marina. As taxas de intenção de voto de Dilma (39%) e dos candidatos nanicos (3%) são dadas pela pesquisa Ibope mais recente e a taxa de brancos e nulos (10%) pelo histórico de votações para presidente. Logo, a soma das taxas de Marina e Aécio tem que dar obrigatoriamente 48%.

O máximo e o mínimo de votos que Marina e Aécio podem ter são diferentes entre si – ou ambos teriam chances iguais de chegar ao segundo turno. Pisos e tetos determinam quantas combinações de resultados levariam Marina ou Aécio ao segundo turno.

Com informações do Estadão, via Congresso em Foco


Curtir: