Fortaleza

Membros da Executiva do PT dizem que ação contra o IPTU representa “postura unilateral” de Elmano

Membros da executiva do PT de Fortaleza não concordam com a decisão do presidente da legenda, Elmano de Freitas, em questionar o reajuste do IPTU. Foto: Divulgação
Membros da executiva do PT de Fortaleza não concordam com a decisão do presidente da legenda, Elmano de Freitas, em questionar o reajuste do IPTU. Foto: Divulgação

Membros da executiva do Partido dos Trabalhadores, que não são ligados às correntes próximas ao presidente da legenda em Fortaleza, Elmano de Freitas, afirmam que a decisão de ingressar, juntamente com o PR, com uma ação judicial contra o aumento do IPTU não foi discutida com o conjunto do PT.

Estranho
Em nota enviada para o blog Política com K, o grupo diz que recebeu a notícia com “estranheza” e que a decisão representa uma “postura unilateral do presidente do diretório municipal”, Elmano de Freitas.

Leia aqui:
PT e PR vão entrar com ação judicial contra o aumento do IPTU de Fortaleza

O texto é assinado pelos seguintes membros da executiva: David Barros; Renan Ridley; Raimunda Alves; e Arlilha Barbara.

Na íntegra
Acompanhe abaixo, na íntegra, a nota enviada ao blog.

“Nós membros da Executiva Municipal do PT Fortaleza, não ligados as correntes próximas ao presidente do PT no município, Elmano de Freitas, vemos com estranheza o partido ingressar juntamente com o Partido da República – PR com uma ação judicial contra o aumento do IPTU. Longe de discutir o mérito da ação, esta iniciativa será tomada sem o conhecimento, debate e deliberação do diretório municipal do partido. A ação judicial não foi aprovada em nenhuma reunião do diretório municipal do PT ou em sua executiva, fato que agride a institucionalidade e a democracia interna do PT. Desta maneira, não concordamos com o método e a postura unilateral do presidente do diretório municipal na condução dessa medida”. 


Curtir: