Corrupção Fortaleza Sem categoria

Mensalão na Câmara de Fortaleza é tema de reunião nesta quarta no Ministério Público

Acrísio Sena é o presidente da Câmara de Vereadores de Fortaleza

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Acrísio Sena, vai ao Ministério Público Estadual nesta quarta-feira (02) para buscar informações sobre a denúncia da existência do pagamento de mensalão para os parlamentares da capital. O vereador será recebido pelo Procurador Geral de Justiça, Ricardo Machado, na sede do MP, a partir das 14 horas.  

Acrísio Sena diz que ficou sabendo da denúncia através da imprensa e que vai ao Ministério Público para saber em quais circusntências e quais são os vereadores supostamente envolvidos na denúncia.

O Mensalão
O caso se tornou público a partir do promotor Ricardo Rocha, da Procuradoria de Crimes Contra a Administração Pública (Procap), que denunciou a existência de um “mensalão” na Câmara de vereadores de Fortaleza. Segundo a denúncia, os parlamentares receberiam da verbas adicionais na liberação do orçamento da prefeitura da capital em troca de apoio à administração de Luizianne Lins (PT).

Investigação
A denúncia foi protocolada no dia 17 de abril e o promotor determinou abertura de procedimento para apurar o caso. Ainda são poucas as informações a respeito do possível mensalão e o Ministério Público ainda pretende ouvir testemunhas par aprofundar o caso.

Moldes
“Ainda estamos no começo do processo, mas a denúncia é de que ocorre algo, aqui na Câmara de Fortaleza, nos mesmos moldes do mensalão registrado no governo Federal”,  explica o promotor ao comparar o caso de Fortaleza com o escândalo do pagamento de mesadas, pelo governo Lula, aos parlamenres  no Congresso Nacional, que foi denúnciado em 2005.

E ainda
De acordo com o promotor, a denúncia aponta que as emendas dos parlamentares pularam de R$ 500 mil para R$ 700 mil entre os anos de 2009 e 2010.

Leia ainda:
MP denuncia mensalão na Câmara de Vereadores de Fortaleza


Curtir: