Ceará

Ministério Público pede cassação de prefeito e vice de Itapajé por compra de votos

O Ministério Público Eleitoral apresentou recurso ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) pedindo a cassação dos mandatos do prefeito de Itapajé (CE), Francisco Marques Mota (PP), e de seu vice, José Jonairton Alves Sales (PT). Os dois são acusados por compra de votos.

Segundo a denúncia, eles teriam prometido, durante campanha, a instalação de uma fábrica de calçados no município, com criação de novas vagas de emprego, em troca de votos de eleitores, durante a eleição de 2008.

MPExTRE
O Ministério Público afirma que houve equívoco na valoração das provas dos autos pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Ceará, que rejeitou a ação contra o prefeito e seu vice, e destaca que a prática de abuso de poder econômico no caso desequilibrou o processo eleitoral no município e influenciou o resultado da disputa para a prefeitura.

Na decisão em que rejeitou a ação de investigação contra os acusados por insuficiência de provas, o tribunal regional afirmou que as evidências e as circunstâncias dos autos “dão indícios de possível aliciamento ilegal de eleitores por parte dos apoiadores de campanha do candidato investigado, no entanto, essas mesmas evidências e circunstâncias não permitem concluir pela participação, direta ou indireta, dos candidatos, em especial, daquele que concorreu ao cargo de prefeito”.

Com informações do Ministério Público Eleitoral.


Curtir:


5 thoughts on “Ministério Público pede cassação de prefeito e vice de Itapajé por compra de votos

  1. Confiamos na justiça ela tarda mais não falta a conrupção anda solta por todos os municipios cerarenses ainda bem que o ministério público está bem atuante…o que sabemos é que houve co mpra de voto e após ganharem continuaram com as maracutais…Seria bem interessante que viesse a reportagem aqui para itapaje para confirmar que todas as denuncias são verdadeiras…

Comments are closed.