Ceará

Ministério Público pede condenação da Cagece por falta d’água em Salitre

Ministério Público pede condenação da Cagece por falta d’água em Salitre

O Ministério Público do Estado do Ceará entrou nesta segunda-feira (26) com uma Ação Civil Pública pedindo liminarmente à Justiça a condenação da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) para a imediata regularização do abastecimento de água em Salitre.

Pipa
Além disso, o MP requer a disponibilização de caminhões-pipa para ajudarem na distribuição de água potável na zona rural do Município. O pedido prevê ainda que seja fixada multa no valor de R$ 5 mil por dia de ausência de fornecimento de água na região. A ação foi ajuizada pelo promotor de Justiça José de Deus Terceiro Pereira Martins.

Faz tempo
Desde 2010, Salitre sofre com a falta de abastecimento de água ocasionado por um problema técnico na bomba que faz o trabalho de retirada da água do subsolo e alimenta as artérias que ligam os municípios beneficiados. O promotor de Justiça destaca que, passados quase três anos, nenhuma atitude concreta foi efetivada pela Cagece para solucionar o problema. Dessa forma, o Município de Salitre decretou estado de emergência e está sendo abastecido por 13 carros-pipa e administrado pelo Exército Brasileiro.

Pedidos
Dos pedidos principais, o MP requer, por parte da companhia, a finalização dos estudos e a efetivação da possível alteração da captação de água para a cidade; o pagamento de indenizações pelos danos morais causados aos moradores, e a perda ou a restrição de incentivos e benefícios fiscais concedidos pelo poder público, bem como a perda ou a suspensão de participação em linhas de financiamento em estabelecimentos oficias de crédito.

Com informações do Ministério Público Estadual


Curtir: