Onda de Manifestações

Mulheres organizam ato contra Bolsonaro em Fortaleza

Foto: Reprodução OE/Lucas Moura

A movimentação de grupos de mulheres contra o candidato à Presidência e atual líder nas pesquisas Jair Bolsonaro (PSL) tem tido ramificação em todo o Brasil nas últimas semanas – incluindo a capital cearense.

A manifestação contra o candidato, em Fortaleza, acontecerá neste sábado (29), durante a tarde, quando pelo menos 41 outros atos semelhantes estarão ocorrendo em outros estados.

Segundo Thais da Silva Braúna, estudante e uma das organizadoras do evento, essa movimentação é importante devido às “atitudes e declarações machistas” do capitão da reserva.

A divulgação feita pela equipe organizadora menciona ocasiões como quando ele declarou não achar injusto uma mulher ganhar menos do que um homem na mesma função e a frase “Eu tenho cinco filhos, foram quatro homens, a quinta eu dei uma fraquejada e veio uma mulher”.

Apoio
O sentimento tem sido compartilhado por um volume expressivo de usuários nas redes sociais, em que a página do evento já acumulava, até às 17 horas de ontem, 10 mil pessoas que confirmaram comparecer, além de 17 mil interessados. “A repercussão tem sido enorme, vemos a partir do grupo nacional, que agora já chegou a 3 milhões de pessoas, e dele vieram grupos estaduais também”, diz ela.

Ela lembra que a equipe organizadora e a própria manifestação é liderada e protagonizada por mulheres, mas é importante que os homens também se disponham a apoiar o movimento. Thais destaca também a participação de movimentos de minorias como grupos LGBT na criação de núcleos paralelos no mesmo ato.

Lilás
As articuladoras orientam quem for comparecer a usar a cor lilás, que é comumente usada por movimentos de mulheres e não é associada a partido político. A concentração será a partir das 15 horas, na frente do Centro Cultural Belchior, com a mobilização saindo de lá em direção à Praça do Café Avião, no entorno do Centro Dragão do Mar, onde haverá programação com apresentações artísticas. A Secretaria de Segurança e Defesa Social (SSPDS) e a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) foram notificadas e, segundo a organização do evento, se prontificaram a colaborar com os reforços que forem necessários para a realização do manifesto.

Interior cearense
No Ceará, além da mobilização em Fortaleza, haverá passeata nos municípios de: Canindé – Praça Tomaz Barbosa, às 9h; Crateús – Teatro Rosa Morais, às 18h; Icó – Coluna da Hora, às 17h; Iguatu – Praça da Matriz, às 17h; Itapipoca – Praça do Cafita, às 8h; Jaguaretama – Praça Central, às 7h; Jaguaribara – Rotatória Central, às 17h; Jardim – Escola Jereissati, às 16h; Juazeiro do Norte, Barbalha e Crato (unificado) – Praça do Giradouro, às 16 horas; Limoeiro do Norte – Praça do BNB, às 7h30; Mulungu – Praça do Relógio, às 9h; Nova Russas – Posto Lima (Bela Braz), às 16h; Paracuru – Praça dos Taxistas, às 15h; Paramoti – Praça Frei Cirilo, às 16h; Pentecoste – Praça do CSU, às 16h; Piquet Carneiro – Praça da Matriz, às 17h; Santa Quitéria – Seis Bocas, às 18h; Senador Pompeu – Praça da Juventude, às 17h; Solonópole – Transmissores Alto Vistoso, às 17h30; Excepcionalmente, em Maracanaú, a atividade acontece no dia 5 de outubro, com concentração na Praça da Estação (Centro), às 17h.

Com informações do OE


Curtir: