Eleições 2012

No Congresso, 127 querem trocar cadeira atual por prefeitura

Congresso Nacional: De acordo com levantamento feito pela Folha de S. Paulo, 127 congressistas já planejam trocar de função

Menos de um ano após tomarem posse, 127 congressistas já planejam trocar de função e disputar, em outubro, uma cadeira de prefeito. Segundo levantamento feito pela Folha, 121 deputados federais e seis senadores -21% do total de 594 parlamentares- tentam viabilizar seus nomes para o pleito.

Prazos
A oficialização das candidaturas ocorre em junho e os congressistas não precisam se licenciar para a disputa. Os parlamentares-candidatos levam vantagens como a visibilidade do mandato e a possibilidade de terem, até abril, verba para produzir jornais e vídeos a título de divulgação do mandato.

E mais
Ao fim dos arranjos estaduais, o número de deputados e senadores que realmente vão concorrer pode ser menor por causa das alianças. Em 2004, 96 congressistas saíram candidatos a prefeito ou vice. Mas apenas 16 foram eleitos.

Leia mais:
Sucessão 2012: Marcos Cals diz estar preparado para concorrer à Prefeitura  
Eleições 2012: PT e PMDB devem se enfrentar em 14 de 26 capitais
TRE apresenta projetos para as Eleições de 2012

Programa das Eleições 2012 é apresentado durante encontro em Fortaleza

Comento
O detalhe nessa história é que ao disputar o cargo de prefeito, os senadores e deputados, tanto federais quanto estaduais, não precisam renunciar ao mandato. Eles apenas pedem licença, abrem espaço para que o suplente assuma o cargo, passam meses com destaque na propaganda eleitoral e depois, no caso de derrota, voltam aos cargos como se nada tivesse acontecido. Simples assim.

Com informações da Folha de S. Paulo