Eleições 2012

No Ipu: Justiça indefere coligação e barra candidatura de Sávio Pontes

No Ipu: Justiça indefere coligação e barra candidatura de Sávio Pontes

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE) indeferiu o Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (Drap) da coligação “Ipu cada vez mais forte”. A decisão judicial ocorreu na madrugada de terça-feira (11), reconhecendo ilegítimos os candidatos à Prefeitura e à Câmara dos Vereadores de Ipu apresentados pelo diretório municipal do PMDB. A candidatura do atual prefeito, Sávio Pontes, também foi barrada.

O recurso foi apresentado pelo Ministério Público do Ceará, através da promotora de Justiça Luciana Costa Girão Pierre, sendo acompanhado pelo procurador regional eleitoral Márcio Torres.

Unanimidade
Por unanimidade de votos (6×0), o TRE reformou a decisão do juiz Lúcio Alves Cavalcante, titular da 21ª Zona Eleitoral de Ipu.

Leia também:
Banheiros Fantasmas: Prefeito do Ipu está preso na sede do Corpo de Bombeiros em Fortaleza

Indeferidos
Dessa forma, fica indeferida a candidatura do atual prefeito de Ipu, Henrique Sávio Pereira Pontes, e dos candidatos à Câmara dos Vereadores Raimundo Mororó Passos e Valdeci Alves de Farias. A decisão judicial valida a escolha realizada pela Comissão Interventora do PMDB, que lançou como candidato a prefeito Luís de Gonzaga Timbó e a vereadores, Antônio Elmiro Martins e Ilza Camelo Matos Filha.

E ainda
O acórdão de indeferimento exclui ainda a participação do PMDB e do PTdoB na coligação “Ipu cada vez mais forte”, que passam a concorrer ao pleito de forma isolada.

 Com informações do MPE


Curtir: