Ceará

Operação Província II cumpre mandados de prisão em Pires Ferreira

Seis mandados de prisão foram executados na última terça-feira (22), no município de Pires Ferreira, Região Noroeste do Estado, como desdobramento da Operação Província II. De acordo com o Ministério Público do Ceará, as pessoas detidas são acusadas por crimes contra a administração pública como peculato, corrupção ativa e passiva.

Um dos suspeitos é Pedro Humberto Coelho Marques, filho do atual prefeito Marcos Camelo Marques (PSB). Também estão sendo procurados o chefe da Comissão de Licitação da Prefeitura de Pires Ferreira, José Celso Macedo de Azevedo, e os empresários Ana Kelly Costa Henrique e Raimundo Aguiar Gomes.

Presos
Os únicos envolvidos que estão presos são os empresários Francisco Ferreira Pinto e Maria Aparecida Ferreira Pinto. Eles foram capturados durante uma operação da Polícia Federal no dia 14 de novembro.

Operação Província II
A Operação Província II, realizada pela Polícia Federal e a Controladoria Geral da União, teve início no dia 31 de agosto, com o objetivo de prender empresários e servidores públicos envolvidos com fraudes em licitações no segmento de festas, eventos e locação de veículos.

Beneficiados
De acordo com o Sistema de Informação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), só o empresário Francisco Ferreira Pinto foi beneficiado com mais de R$ 20 milhões em licitações desde 2007.

Outra empresa que participou do suposto esquema foi a Viçosa Construções, pertencente aos irmãos Carlos Kenede Fortuna Araújo e Rodrigo Fortuna de Araújo. Ela teria recebido mais de R$ 41 milhões com locação de veículos para os órgãos públicos.

Leia mais:
PF deflagra operação para desmontar fraude aos cofres públicos no Ceará
Polícia Federal realiza operação na Serra da Ibiapaba

Operação da PF combate tráfico de drogas no Ceará e em outros seis estados

Redação Jangadeiro Online, com informações do Ministério Público do Ceará