Nacional

Pagot pede demissão do Dnit

Luiz Antônio Pagot comunicou desligamento do Dnit nesta segunda

Luiz Antonio Pagot não responde mais como diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O comunicado foi feito pelo próprio Pagot no final da manhã desta segunda-feira (25).

O agora ex-diretor explicou a funcionários e  assessores que decidiu entregar o cargo em consequência da crise instalada no Ministério dos Transportes. Pagot estava no cargo desde 2006.

Depois de conversar com os servidores do órgão, Luiz Antonio Pagot pediu desligamento do cargo e comunicou a exoneração ao ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos.

O comunicado de Pagot foi entregue ao ministro por meio de um representante e, no mesmo documento, Pagot pediu o cancelamento de suas férias, programadas até 4 de agosto.

O pedido oficial de demissão deve ser apresentado ainda nesta segunda à Casa Civil da Presidência da República. Luiz Antonio Pagot foi citado pela revista Veja como um dos envolvidos nas denúncias de corrupção em obras da área dos transportes.

A crise nos Transportes provocou também a saída do ex-ministro Alfredo Nascimento, que pediu demissão e resultou em uma série de exonerações no ministério, no Dnit e na Valec – Engenharia, Construções e Ferrovias S.A, estatal que cuida das obras de infraestrutura ferroviária.

Leia mais:
Sob gestão de Passos, gastos extras dos Transportes subiram 154%    

Obras rendem R$ 18 milhões à construtora de mulher de diretor do Dnit     
Ministro dos Transportes afasta diretor interino do Dnit   
Exoneração de Alfredo Nascimento é publicada no Diário  Oficial   
Ministro dos Transportes é o segundo a cair no governo Dilma   

Com informações da Folha.com e da Agência Brasil


Curtir: