Nacional

Petrobras marca reunião com integrantes da Federação Única dos Petroleiros

Petrobras marca reunião com integrantes da Federação Única dos Petroleiros
Petrobras marca reunião com integrantes da Federação Única dos Petroleiros

A greve dos petroleiros provocou já impacto estimado de 115 mil barris na produção de petróleo, informou, em nota, a Petrobras. A nota diz ainda que a empresa marcou reuniões com as entidades sindicais para segunda-feira (9), “buscando entendimentos para o fechamento do acordo coletivo de trabalho” deste ano.

De acordo com a Federação Única dos Petroleiros (FUP) para negociar com a categoria, a Petrobras encaminhou, na última sexta-feira (06) um documento à entidade e aos sindicatos filiados marcando o encontro para as 9h, no edifício-sede da empresa, no centro do Rio. A reunião foi confirmada pela empresa que, no entanto, não revelou com quem os grevistas vão se encontrar.

Pauta
Segundo o diretor de Comunicação da FUP, Francisco José de Oliveira, a reunião deve ser com representantes das áreas envolvidas como recursos humanos, abastecimento e exploração. “Nossa pauta tem 13 itens e o décimo terceiro fala de manutenção dos direitos”, disse Oliveira. “Não estamos discutindo índice de salários. Desde o iníci,o, a Petrobras não quis compreender que a Petrobras é maior do que tudo isso, do que inflação”, afirmou.

Oliveira acrescentou que, na carta encaminhada pela Petrobras para marcar a reunião, a empresa se dispõe a discutir a Pauta pelo Brasil, que representa todos os itens reivindicados pela FUP e pelos sindicatos filiados à entidade. Entre esses itens, estão a retirada do plano de desinvestimento da companhia, com a venda de ativos, e a manutenção de obras de expansão das atividades.

Diferença
“A gente tem que fazer a diferença. A federação e seus sindicatos são pela Pauta pelo Brasil. O outro segmento [Federação Nacional dos Petroleiros- FNP] discute acordo, percentual. A nossa pauta não faz parte disso aí. Somente o décimo terceiro item da nossa Pauta pelo Brasil é que fala nas garantias dos trabalhadores e nenhum direito a menos”, explicou o sindicalista, mostrando a diferença no encaminhamento das reivindicações entre a FUP e a FNP. “A carta que a Petrobras mandou para gente é para discutir a Pauta pelo Brasil.”

Com informações da EBC


Curtir: