Polêmica

PF finaliza caso de ex-assessora em prazo incomum

PF finaliza caso de ex-assessora em prazo incomum. Foto: Reprodução da internet

A Polícia Federal entregou na sexta-feira (07) à Justiça o relatório final da Operação Porto Seguro, que apura tráfico de influência e venda de pareceres de órgãos do governo. A entrega encerra a investigação da PF.

Veja aqui:
Polícia Federal apreende documentos no escritório da Presidência da República em SP 

O caso provocou repercussão porque envolve Rosemary Noronha. Ela foi indicada em 2005 pelo então presidente Lula para a chefia de gabinete da Presidência em São Paulo e mantida por Dilma Rousseff. Também foram investigados diretores de agências da reguladoras da União.

Como seria
O superintendente da PF em São Paulo, Roberto Troncon Filho, havia previsto há uma semana que o relatório final só ficaria pronto entre o final de janeiro e o início de fevereiro. Para este ano, segundo Troncon, só haveria um relatório parcial. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, havia previsto um prazo menor ao depor no Congresso na última quarta-feira: de até 20 dias.

Legal
O prazo legal para a entrega do relatório final é de 15 dias quando há réus presos, o caso da Porto Seguro.

Com informações da Folha.com


Curtir: