Ceará

Plácido Rios ressalta “prioridade absoluta” no combate à corrupção

Plácido Rios é o Procurador-geral de Justiça. Foto: Divulgação

O procurador-geral de Justiça do Estado, Plácido Rios, que recentemente foi reconduzido para o segundo mandato como procurador (2018-2019), afirma que um dos maiores desafios do Ministério Público do Ceará é intensificar os investimentos na infraestrutura e na modernização do MPCE, ações iniciadas em sua primeira gestão (biênio 2016-2017).

Entre os destaques, afirma Plácido, está a implantação de um sistema de automação para dar “mais transparência e agilidade ao trabalho dos membros e servidores da Instituição”.

Além disso, o procurador ressalta a “prioridade absoluta” no combate à corrupção e às organizações criminosas, bem como o fortalecimento das parcerias institucionais para desarticular as facções.

“Vamos continuar firmes e focados nas novas metas. Nossa força motriz está na união e no desejo que todos temos de melhor servir à sociedade”, destacou.

Compromisso
Outro compromisso do procurador-geral é “lutar por uma sociedade mais livre, justa e solidária, principalmente quando assistimos no nosso Estado tanta discriminação, ódio e intolerância”. “O respeito à diversidade sexual, à diversidade étnico-racial, aos direitos das pessoas com deficiência, às pessoas idosas e aos vulneráveis em situação de rua deve permanecer sempre como nossa prioridade”, pontuou Plácido Rios. Esse trabalho vem sendo desenvolvido com eficiência pelo Ministério Público, por meio dos Núcleos Especiais e Centros de Apoio Operacional.

Planejamento
Na gestão anterior, segundo lembra, houve o estabelecimento do Planejamento Estratégico sobre as metas, ações e objetivos que vêm sendo conquistados desde 2016 até 2021, direcionado pela empresa de consultoria de resultados Falconi. Para tanto, a administração superior desenvolveu uma “sólida base orçamentária”, a partir do Fundo de Reaparelhamento e Modernização do Ministério Público regulamentado pela Lei Estadual nº 15.912/2015. Neste mesmo período, Plácido Rios enfatiza ter focado valorização das atividades-fim institucionais, tais como o combate à corrupção e à criminalidade, criando o Núcleo de Investigação Criminal (NUINC) e o Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal (GAESF).

Corrupção
No âmbito federal, Plácido Rios avalia que o Ministério Público cearense também tem se destacado, em parceria com os demais Ministérios Públicos dos Estados e da União, como um protagonista na mudança da legislação, junto ao Congresso Nacional, quando da apresentação e acompanhamento do pacote das 40 medidas contra a corrupção.

Perfil
Plácido Rios é natural de Fortaleza (CE). Ingressou no MPCE em 1996. Foi defensor público e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC). Cursou três especializações: Direito Público; Direito Ambiental e Direito e Processo Constitucional. É Mestre em Direito e Gestão de Conflitos pela Universidade de Fortaleza (Unifor). No MPCE, exerceu cargo de auxiliar da Procuradoria Regional Eleitoral; Procurador de Justiça convocado; membro da Comissão de Concurso para Promotor de Justiça; Coordenador do Centro de Apoio Eleitoral e presidente da Associação Cearense do Ministério Público (ACMP). Exerceu o cargo de procurador-geral de Justiça no biênio 2016-2017 e foi reconduzido ao posto para mais dois anos (2018-2019). Atualmente, preside o Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), do Conselho Nacional de Procuradores Gerais de Justiça (CNPG).

Com informações do MPE


Curtir: