Ceará

PM e PRF registram 15 flagrantes de crimes eleitorais no Ceará

Compra de votos e boca e urna estão entre as principais ocorrências. Foto: PRF
Compra de votos e boca e urna estão entre as principais ocorrências. Foto: PRF

Balanço da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal aponta que foram realizados 15 flagrantes de crimes eleitorais no Ceará, dos quais sete foram na Capital e o restante em cidades do interior. Dentre os crimes registrados, há ocorrência de transporte ilegal de eleitores, boca de urna e distribuição de material de campanha.

Já a Polícia Federal registrou, em todo o Ceará, dez prisões relacionadas a crimes de corrupção eleitoral, transporte irregular de eleitores, desobediência e desacato.

Boca de urna e compra de votos
Além disso, foram registrados 30 Termos Circunstanciados de Ocorrências pelos crimes de propaganda irregular e boca de urna. A Justiça Eleitoral expediu, também, sete mandatos de busca e apreensão em comitês eleitorais e locais com suspeita de compra de voto.

Foi bom?
Para o juiz coordenador da Propaganda, Carlos Henrique Oliveira, o balanço é considerado favorável. “O eleitor compareceu às urnas. Tivemos denuncias simples e corriqueiras de militantes devotados aos seus candidatos. O pleito eleitoral foi o mais tranquilo possivel em todo o Estado do Ceará”, enfatizou o juiz.

Balanço das Urnas
O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), por sua vez, registrou 441 ocorrências com urnas eletrônicas em todo o Ceará, tendo que ser substituídas 320, das quais 98 ocorrências foram em Fortaleza, sendo realizadas 84 substituições. As ocorrências mais comuns foram urnas com problemas no visor ou na bateria. Um total de 573 técnicos de urnas estavam de prontidão nas seções de todo os municípios cearenses.

Normal
Para a coordenadora das Eleições do TRE-CE, Edna Saboya, o número de ocorrências com urnas está dentro do esperado. “É um número dentro do planejado. Nós tínhamos mais de duas mil urnas reservas, e o que foi trocado foi em torno de 15%, um número relativamente dentro da expectativa do TRE”, relatou.

Edna ainda destacou o desempenho das urnas biométricas no interior do Estado. “Houve alguns problemas, mas o que ocorreu era o esperado. Temos um modelo considerado novo, de 2010, pessoal treinado e mesário capacitados. E foi a primeira vez que 425 mil eleitores participaram desse processo, então, era esperado”.

Biometria
Das oito zonas que participaram do processo eleitoral utilizando as urnas biométricas, cinco tiveram problemas. Foram trocadas seis urnas em Aquiraz, sete no Eusébio, sete em Juazeiro do Norte, onze em Sobral e sete em Crateús, somando um total de 38 urnas substituídas.


Curtir: