Greve

Policiais civis prometem reação radical a corte de salários

Os policiais civis denunciam um desconto de 60% nos salários pagos pelo governo. A redução nos valores foi verificada nesta sexta-feira (25) pelo Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Ceará (Sinpoce). De acordo com a diretoria, 199 escrivães e inspetores sofreram a dedução por aderirem a greve da categoria que está paralisada desde outubro. Ações mais radicais podem ser deliberadas na próxima assembleia.

O secretário geral do Sinpoce, Ernani Leal, apresentou a reportagem da TV Jangadeiro estratos de contas bancários policiais. O pagamento será efetivado somente no dia 1º de dezembro. No entanto, no lançamento futuro a previsão do depósito referente ao salário está aparecendo com 60% de desconto.

Espera
A categoria vai esperar até o dia de recebimento. Caso se confirme o pagamento com o desconto, a categoria vai se reunir em nova assembleia geral. Ações mais radicais devem ser tomadas após deliberação. A diretoria do sindicato pretende organizar a devolução de todas as armas e não comparecimento às delegacias e cada servidor cumprirá apenas suas atribuições, não acumulando funções.

Arbitrária
Inês Romero, presidente do sindicato, diz que o Governo aplicou o desconto por motivo de faltas. A dirigente garantiu que todas as 199 pessoas vítimas do desconto são as mais atuantes do movimento grevista. Ela classificou a atitude de fazer o corte nos salários como arbitrária. “Essa é forma que o secretário Francisco Bezerra quer negociar, cortando o salário”, provocou.

Greve
Os policias civis cearenses retomaram a greve no dia 15 de outubro. A paralisação dos inspetores e escrivães havia começado em julho e foi suspensa em agosto. Haveria um acordo com o Governo, mas as negociações não evoluíram e os policiais retomaram o movimento.

Na época, a greve foi decretada ilegal pela Justiça. Nesta segunda paralisação do ano, a decisão foi tomada em assembleia da categoria no Sinpoci.

Reivindicações
As reivindicações incluem a contratação de novos policiais aprovados em concurso público, o pagamento de 60% do salário de delegado para os demais agentes e a dispensa de curso superior para promoção na carreira. Com a greve, o Sinpoci tem elaborado um plano operacional em que relaciona as delegacias que funcionarão em regime de plantão (24 horas) e as que estarão abertas no horário do expediente (das 8h às 18 horas).

Da Redação do Jangadeiro Online