Serviço

Prazo para regulamentar dados dos beneficiários do Bolsa Família segue até dia 29

Os beneficiários do Programa Bolsa Família que tiveram os recursos no mês de janeiro bloqueados por falta de atualização de cadastro têm até o dia 29 para regularizar a situação e voltar a sacar o dinheiro. Caso contrário, o pagamento será cancelado.

A atualização cadastral é feita anualmente para todas as famílias que completam dois anos sem alteração ou confirmação em seus cadastros. Trata-se de um mecanismo de controle que permite aos gestores identificar mudança de endereço ou de renda, localização da escola dos filhos para acompanhamento da frequência escolar e composição familiar.

Desbloqueamento do recurso
Para desbloquear os recursos, os beneficiários, que tinham até o dia 31 de dezembro para regularizar a situação, devem procurar as prefeituras dos municípios. Em fortaleza, as família devem procurar as Secretarias Executivas Regionais, os Centros de Cidadania ou o Centros de Referência de Assistência Social (Cras) para regulamentar a situação. Em todo o país, 729 mil famílias tiveram os recursos suspensos provisoriamente por descumprirem esse prazo. Somente no Ceará, foram cerca de 50 mil beneficiários.

Documentação
Para atualizar os dados e não ter o benefício bloqueado, os titulares do Bolsa Família precisa ir a um local indicado para regulamentação portando os seguintes documentos: carteira de identidade, Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), título de eleitor, comprovante de residência, e carteira de trabalho, caso esteja no mercado de trabalho. Se o beneficiário tiver filho cadastrados é necessário levar certidão de nascimento, para crianças de 0 a 17 anos, e declaração de matrícula escolar, para crianças de 6 a 17 anos. A documentação tem que ser original.

Leia mais:
Frequência escolar de beneficiados do Bolsa Família em 2011 tem o melhor resultado desde o início do programa

Cartões do Bolsa Família estão disponíveis na Caixa Econômica

Pagamento do benefício do Bolsa Família começa nesta quarta

Com informações da Agência Brasil


Curtir: