Eleições 2014

PRE e polícias apontam regiões “mais críticas” e pedem reforço no efetivo

eleições 2Representantes da Procuradoria Regional Eleitoral do Ceará (PRE-CE) e órgãos de Segurança Pública reuniram-se, na quarta-feira, para realizar os últimos ajustes para a cobertura dos órgãos nas eleições deste ano. O encontro foi marcado por apresentações dos planos de ações das polícias Civil, Militar e Federal.

Interior
Segundo o coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias Eleitorais (Caopel), Raimundo Nogueira Filho, membros do Ministério Público (MP) estarão mobilizados em todos os municípios cearenses. Mesmo em cidades que não possuem zonas eleitorais, haverá um promotor de plantão na véspera e no dia das eleições.

“Nós teremos 13 promotores trabalhando em Fortaleza, e, no interior, serão 110 promotores titulares de zona. Mesmo o município que não tem nenhuma zona eleitoral contará com um promotor auxiliar. Ao todo, serão mais de 200 profissionais trabalhando durante as eleições”, afirmou Raimundo.

Regiões “críticas”
Durante o encontro a PRE e a Caopel apontaram as regiões consideradas “mais críticas” em períodos eleitorais e que exigirão maior esforço e efetivo policial para garantir a ordem no dia da votação. Para estas, áreas o MP pediu um maior efetivo para assim garantir a ordem no pleito.

“Desde maio, estamos trabalhando em estratégias para garantir um bom funcionamento no dia das eleições, então os pontos críticos foram decididos considerando o histórico político das regiões. Como por exemplo, a cidade de Sobral, onde normalmente é uma cidade problemática e precisa de um maior efetivo”, enfatizou Raimundo Nogueira.

E ainda
O MP ainda informou que os promotores de cada município estarão informados e orientados de como proceder, caso haja registro de algum crime de compra de votos ou eleitoral. “O promotor de cada município terá em mãos os contatos de delegados de cada polícia da região em que ele estiver. E também a tecnologia que temos hoje nos ajuda para que toda a comunicação seja realizada com êxito”, destacou o coordenador do Caopel.


Curtir: