Ceará, Denúncia
Atualizado em: 14/06/2011 - 9:25 am

Do Jangadeiro Online

Prefeito de Barro, José Marquinelo Tavares (DEM)

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (14), em Juazeiro do Norte, uma operação para cumprir Mandados de Busca e Apreensão no município de Barro, na região do Cariri cearense. A operação é realizada em conjunto com a Controladoria Geral da União no Estado do Ceará e recebeu o nome de “Robalo”.

Leia mais:
Vereadores e ex-prefeito de Ibaretama estão entre os presos pela PF
Prefeito de Nova Russas é preso pela Polícia Federal
Ex-prefeito de Canindé é acusado de desvio de verbas

As investigações da PF decorrem de um Inquérito Policial, em que são investigados crimes de peculato – ou seja, desvio de recursos públicos federais –, fraudes em licitações e formação de quadrilha. Segundo a PF, a prática criminosa envolve o prefeito de Barro, José Marquinelo Tavares (DEM), com participação de um vereador e de alguns servidores públicos do município.

Acusações
Eles são acusados de construir açudes públicos com uso de maquinário particular, de propriedade do prefeito José Tavares, além de usar combustível da prefeitura e trabalhadores braçais que eram servidores públicos do município.

De acordo com a Polícia, essas obras eram realizadas com a aparência de que tinham sido executadas por empresas particulares, vencedoras de licitações “fantasmas” e fraudulentas. O objetivo, ainda segundo a PF, era desviar os recursos públicos federais destinados às obras.

Mandados
Os Mandados de Busca e Apreensão no município de Barro foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região
em Recife/PE, após representação da Autoridade Policial em Juazeiro do Norte/CE. A operação foi batizada com o nome de uma espécie de peixe que tem preferência por águas barrentas, em referência ao objeto da investigação e ao município investigado.

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me