Ceará

Prefeito de Juazeiro é “cercado” por manifestantes dentro de agência bancária

Prefeito de Juazeiro acabou cercado por manifestantes em uma agência bancária. Foto: Normando Sóracles/miseria.com
Prefeito de Juazeiro acabou cercado por manifestantes em uma agência bancária. Foto: Normando Sóracles/miseria.com

O prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo (PMDB), acabou cercado por manifestantes e impedido de sair de uma agência do Banco do Brasil do município. A mobilização reuniu cerca de 8 mil pessoas e de acordo com a Polícia Militar, o protesto começou de forma pacífica por volta das 17h.

Professores
O protesto tem a frente professores da rede municipal e estudantes da região que reclamam das recentes alterações no Plano de Cargos, Carreira e Remuneração que resultou, entre outras medidas, na redução de até 40% nos salários dos educadores.

Reivindicação
Professores e estudantes cobram melhoria nos investimentos para a Educação e o não fechamento dos ambulatórios médicos durante o período da noite.

O que diz a prefeitura
O prefeito de Juazeiro, Raimundo Macedo, disse, em coletiva à imprensa que 10% do valor pago como gratificação foi incorporado ao salário dos professores. Segundo o prefeito, a mudança não gerou perdas salariais. “É só constatarem os contracheques e perceber que não houve redução. As gratificações caíram de 40 para 30%, mas essa diferença foi incorporada ao salário”, justificou.

Greve
Os professores da rede pública municipal de Juazeiro estão em greve. Na próxima semana uma assembleia da categoria vai definir os rumos do movimento paredista.


Curtir: