Ceará

Prefeito de Senador Pompeu rebate acusações do Ministério Público

Em entrevista exclusiva ao Jangadeiro Online por telefone, o prefeito de Senador Pompeu, Antônio Teixeira de Oliveira (PT), negou as acusações de fraude em licitações, motivo pelo qual o Ministério Público Estadual (MPE) pediu seu afastamento da Prefeitura da cidade.

Defesa
Segundo ele, não houve desvio de dinheiro nem superfaturamento nas obras licitadas.

“Os preços estão de acordo com as tabelas oficiais da Seinfra [Secretaria de Infraestrutura do Estado]e do Sinap [Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil]”, afirmou.

O prefeito garantiu, aindam, que as empresas que executam as obras foram contratadas conforme manda a lei. Antônio Teixeira classificou a atitude do MPE, de pedir o afastamento, como uma “posição precipitada”.

“É necessário provar as acusações antes de qualquer coisa”, disse o prefeito.

O prefeito afirmou ainda que vai apresentar, nos próximos dias, os laudos e documentos que provam sua inocência.

Fraude
O Ministério Público Estadual pediu o afastamento do prefeito de Senador Pompeu, Antônio Teixeira de Oliveira, nesta segunda-feira (23), acusando-o de ter fraudado licitações.

Crimes
Conforme os autos, o gestor municipal é acusado ainda de “lavagem” ou ocultação de bens, direitos ou valores, além de falsidade ideológica, peculato e formação de bando ou quadrilha.

Com a Redação do Jangadeiro Online.


Curtir:


2 thoughts on “Prefeito de Senador Pompeu rebate acusações do Ministério Público

  1. Aqui em Senador Pompeu, de duas, uma, ou é feita da vontade de uma minoria de opositores do atual Prefeito que até hoje não aceitam o mesmo ter sido mais votado, ou seja feita a vontade do Povo, que vê quanta mudança, prosperidade e crescimento teve nossa cidade. Porém a quebra de uma “cúpula” de antigos políticos que destruíram tudo e levaram o dinheiro público para apartamentos na beira mar, não se conforma e querem cada vez mais sujar a imagem do atual Prefeito com a ideia de ganhar o poder.

  2. Não adianta simpatizantes do prefeito sairem em defesa atacando adversários, o certo é aguardar as investigações pelos orgãos competentes e aí sim, saber se há ou não procedência na denúncia. Só tem um problema o homem é do “PT”.

Comments are closed.