Fortaleza

Prefeitura diz que ainda não foi notificada sobre liminar que garante aumento de passagem de ônibus em Fortaleza

Prefeitura diz que ainda não foi notificada sobre liminar que garante aumento de passagem de ônibus
Prefeitura diz que ainda não foi notificada sobre liminar que garante aumento de passagem de ônibus

A Prefeitura de Fortaleza informou ao Portal Jangadeiro Online que ainda não foi notificada sobre a decisão do desembargador Rômulo Moreira de Deus, que determinou um novo aumento do preço da passagem de ônibus. O valor, que tinha voltado para R$ 2 (inteira) e R$ 1 (meia), chega novamente a R$ 2,20 (inteira) e R$ 1,10 (meia). A assessoria de imprensa da gestão explicou que o posicionamento será definido somente depois de um comunicado oficial.

Prefeitura x Sindicato
Desde o último sábado (16), a passagem estava custando R$ 2, após decreto assinado pelo atual prefeito da capital, Roberto Cláudio. O Sindicato havia entrado, na sexta-feira (15), com recurso contra a redução dos preços da passagem. Em nota, o Sindicato informou que “o retorno da tarifa ao valor anterior traria sérios prejuízos à capacidade das empresas honrarem seus compromissos com funcionários, fornecedores e investimentos”.

Entenda a polêmica
A discussão sobre o aumento do valor da passagem de ônibus em Fortaleza começou em dezembro de 2012. Inicialmente, a tarifa seria de R$ 2,25 (inteira) e R$ 1,10 (meia), e até chegou a ser cobrada no dia 11 de dezembro, surpreendendo muitos fortalezenses. No dia seguinte, a prefeitura conseguiu derrubar a liminar que determinou o aumento e a tarifa voltou a valer R$ 2.

Saiba mais:
Passagem de ônibus em Fortaleza ficará mais cara a partir do dia 11
Roberto Cláudio diz que reajuste da tarifa de ônibus é “pegadinha” e promete recorrer para impedir aumento da passagem

Em nota, Sindiônibus justifica reajuste e diz que Fortaleza segue com passagem mais barata “em cidades do mesmo porte”

E ainda
A liminar que aumentou a tarifa da passagem de ônibus para R$ 2,20 foi assinada no dia 21 de dezembro, pelo titular da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza, porém, a notícia chegou ao conhecimento do público apenas no dia 31 do mesmo mês. Nesse período, a Prefeitura de Fortaleza, ainda sob o comando de Luizianne Lins, não recorreu da decisão. A contestação foi feita somente após a posse da nova gestão.

Do Portal Jangadeiro Online


Curtir: