Fortaleza

Prefeitura diz que não vai realizar Réveillon de Fortaleza

Luizianne Lins
A prefeita Luizianne Lins diz que não se sente legitimada para conduzir o Réveillon da Paz 2012-2013, por causa da mudança de gestão

A Prefeitura de Fortaleza anunciou, por meio de nota enviada à imprensa, que não haverá festa de virada do ano na capital cearense em 2012. A prefeita Luizianne Lins diz que não se sente legitimada para conduzir o Réveillon da Paz 2012-2013, por causa da mudança de gestão.

Transição
De acordo com a prefeitura, a festa de Réveillon só é finalizada às 20h do dia 1º de janeiro de 2013, quando são restabelecidas as condições normais de fluxo de veículos, circulação de transporte coletivo, limpeza urbana e segurança pública na cidade, ações que demandam extrema atenção e coordenação por parte do gestor público municipal, cargo que estará em plena transição neste dia.

“Além dos custos financeiros, para se viabilizar sem sobressaltos, o Réveillon depende da ação conjunta de diversos órgãos, que a partir de meia noite do dia 01/01/2013, não estarão mais sob o comando da atual prefeita, tais como AMC, Guarda Municipal, Etufor, Secretaria Regional II e Emlurb, além das empresas privadas licitadas e a Polícia Militar. Caso haja qualquer transtorno, a prefeitura não terá como garantir o bem-estar dos participantes do evento”, informou por meio de nota.

Aterro
Além disso, a prefeitura ressaltou que a Secretaria do Patrimônio da União (SPU-CE), há 12 dias da festa, ainda não concedeu à PM a concessão de uso do aterro da Praia de Iracema. “Caberá ao próximo gestor avaliar as possibilidades e decidir se, no futuro, o evento poderá ser novamente realizado”, concluiu.

Para ler a nota da prefeitura na íntegra, clique abaixo:

Esclarecimentos sobre o Réveillon 2012/2013

A Prefeitura de Fortaleza vem a público prestar os seguintes esclarecimentos sobre o Réveillon 2012/2013:

1. O Réveillon da Paz de Fortaleza, criado na gestão da Prefeita Luizianne Lins, em 2005, concretizou-se ao longo dos anos como o principal produto turístico do Estado do Ceará em capacidade de atrair visitantes. A Secretaria de Turismo de Fortaleza, criada no nosso governo naquele ano, mesmo enfrentando críticas, dedicou-sea organizar uma festa de qualidade, que transformou-se numa política pública vitoriosa para a cidade.

2. Na sua primeira versão, a festa reuniu 150 mil pessoas no Aterro da Praia de Iracema, número que cresceu a cada ano chegando a 1,5 milhão de participantes no último evento, entre fortalezenses e turistas, o que transformou Fortaleza no 2º maior destino turístico de Réveillon do Brasil.

3. Em todos estes anos, além das grandes atrações, infraestrutura de excelente qualidade e a garantia de segurança total aos participantes, o Réveillon da Paz caracterizou-se por ser um evento democrático, aberto a todas as classes sociais, no qual famílias puderam celebrar com alegria a entrada de um novo ano.

4. O Réveillon da Paz movimenta hoje quase 60 atividades da cadeia produtiva da economia e é aclamado como um produto de sucesso pelo trade turístico local e nacional, aquecendo os diversos negócios ligados à indústria do lazer e do entretenimento, gerando emprego e renda para a população.

5. O Réveillon da Paz 2012/2013, porém, não será realizado pela Prefeitura de Fortaleza. A Prefeita Luizianne Lins não se sente legitimada para conduzir uma festa que transcorrerá em meio a uma mudança de gestão.

6. A operação Réveillon, coordenada todos os anos pela Prefeitura de Fortaleza, envolvendo órgãos municipais, estaduais e federais, só é finalizada às 20hs do dia 01/01/2013, quando são restabelecidas as condições normais de fluxo de veículos, circulação de transporte coletivo, limpeza urbana e segurança pública na cidade, ações que demandam extrema atenção e coordenação por parte do gestor público municipal, cargo que estará em plena transição neste dia.

7. Além dos custos financeiros, para se viabilizar sem sobressaltos, o Réveillon depende da ação conjunta de diversos órgãos, que a partir de meia noite do dia 01/01/2013, não estarão mais sob o comando da atual Prefeita, tais como AMC, Guarda Municipal, Etufor, Secretaria Regional II e Emlurb, além das empresas privadas licitadas e a Polícia Militar. Caso haja qualquer transtorno, a Prefeitura não terá como garantir o bem-estar dos participantes do evento.

8. Além disso, a Secretaria do Patrimônio da União (SPU-CE) até a presente data, ainda não concedeu à PMF a concessão de uso do aterro da Praia de Iracema.

9. Caberá ao próximo gestor avaliar as possibilidades e decidir se, no futuro, o evento poderá ser novamente realizado.

PREFEITURA DE FORTALEZA


Curtir: