Bastidores

Presidente do PSB repreende Cid Gomes por críticas ao PT

Presidente do PSB repreende Cid Gomes por críticas ao PT

As críticas feitas pelo senador eleito Cid Gomes (PDT-CE), irmão do também pedetista Ciro Gomes, ao comando nacional do PT foram mal recebidas pelos partidos que apoiam a candidatura presidencial de Fernando Haddad (PT).

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, avalia que não era o momento do político cearense fazer um desabafo público. “O momento não é para isso. Quem quiser apoiar, apoia. Não é momento de fazer esse desabafo”, afirmou.

Em evento de apoio a Haddad na noite desta segunda-feira (15), promovido no Ceará, Cid cobrou da direção da legenda que reconheça os erros, chamou militantes petistas de “babacas” e disse que, desse jeito, o PT merece perder. “A atitude demonstra um certo destempero da parte dele”, criticou Siqueira.

Leia ainda:
“Super sincero”: Sem mea culpa, PT vai perder a eleição “e é bem feito”, diz Cid Gomes

Difícil
Ele reconhece que a situação de Haddad é “difícil”, mas que os partidos que apoiam a sua candidatura tentam revertê-la.

Apoio crítico
O PDT anunciou um apoio crítico a Haddad. Em reunião da executiva do partido, que referendou a posição, Ciro evitou até mesmo citar o nome do candidato petista. O pedetista não pretende reafirmar apoio à candidatura de Haddad. Em conversas reservadas, ele tem dito que já fez o aceno que deveria ter feito e que continuará apenas se posicionado nas redes sociais contra Jair Bolsonaro (PSL), mas sem mencionar o petista.

E ainda
A expectativa é de que Ciro volte no final desta semana ao Brasil, após viagem à Itália. A ideia é de que até o dia 28 ele permaneça no Ceará. Para evitar ofensivas dos petistas, ele foi aconselhado a viajar para uma praia longe de Fortaleza.

Com informações da Folha


Curtir: