Nacional

Presidente licenciado da Transpetro, Sérgio Machado adia decisão sobre volta

Presidente licenciado da Transpetro, Sérgio Machado adia decisão sobre volta
Presidente licenciado da Transpetro, Sérgio Machado adia decisão sobre volta

Citado pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa no esquema de corrupção na estatal durante as investigações da Operação Lava Jato, o presidente licenciado da Transpetro, Sérgio Machado, adiou para esta sexta-feira (05) o anúncio sobre seu destino na subsidiária da Petrobras.

O futuro do ex-senador cearense está sendo costurado há 31 dias, desde 3 de novembro, quando, por pressão da auditora PricewaterhouseCoopers, Machado decidiu se afastar da presidência com o argumento de que não queria atrasar a divulgação do balanço financeiro da Petrobras. O prazo da licença terminou na quarta-feira (04).

Leia ainda:
Após licença, Sérgio Machado deixa comando da Transpetro
Governo já analisa substituto de Sérgio Machado na Transpetro
Citado em delação, cearense Sergio Machado, chefe da Transpetro se licencia do cargo

Exigências
O afastamento de Machado era uma das principais exigências feitas pela auditora para validar o resultado financeiro da Petrobrás no 3.º trimestre.

Substituição
Nos bastidores, a informação é de que o Planalto já decidiu pela substituição do ex-senador e a manutenção da vaga na conta da fatia do PMDB ligada ao presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), que apadrinhou Machado. Renan tem sido o protagonista da luta do governo nos últimos dias pela aprovação no Congresso da meta fiscal de 2014.

Tentativas
Padrinhos políticos foram procurados por Machado nos dias de licença, na tentativa de reverter a decisão do Planalto de substituí-lo. A estratégia era obter uma prorrogação da licença e tentar se desvincular das denúncias. Entre os cotados para substituir Machado estariam os de ex-diretores da Transpetro. Um deles seria Marcelino Guedes, que comandou a Refinaria Abreu e Lima entre 2008 e 2013. Marcelo Renó, também cotado para a vaga, esteve na Diretoria de Gás da Transpetro até dezembro de 2013.

Com informações da Agência Estado


Curtir: