Banheiros Fantasmas, Primeiro Plano
Atualizado em: 25/08/2011 - 10:35 am

Pouco mais de um mês depois de vir a público o escândalo dos banheiros fantasmas, uma pergunta não quer calar: aonde foram parar cerca R$16 milhões que teriam sido desviados do Fundo de Combate à Pobreza (Fecop) do governo do Estado?

O Ministério Público Estadual, através da Procuradoria dos Crimescontra a Administração Pública (Procap), já está rastreando os caminhos percorridos pelo dinheiro a partir do momento em que sairam das contas das associações, prefeituras e organizações não governamentais que firmaram convênios com a Secretaria das Cidades para a construção dos chamados kits sanitários.

Para falar sobre esse assunto, o programa Primeiro Plano dessa quinta-feira, o terceiro e último da série especial, vai ouvir o assessor da Procap, Luiz Alcântara, e também o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Valdomiro Távora, que assumiu a presidência da Corte após o pedido deafastamento de Teodorico Menezes, também abatido pelo escândalo. Servidores do órgão estavam envolvidos no esquema, alguns chegaram a ser doadores da campanha do filho dele, deputado estadual Téo Menezes (PSDB), nas eleições de 2010.

O programa será exibido ao vivo, às 16 horas, no portal jangadeiro online e no canal 37 da Net. Na TV Jangadeiro, a gravação é veiculada no mesmo dia após o jornal do SBT.

Como participar
Os internautas já podem participar do Primeiro Plano Especial enviando perguntas através do formulário de comentários desse post. Outra forma é através do Twitter, com o uso da Hashtag *#primeiroplano*. Um formulário vai ser disponibilizado para o internauta interagir com o Primeiro Plano Especial quando o programa estiver no ar.”

Questionamentos
O caso dos banheiros fantasmas trouxe à tona outro questionamento: por que apesar dos órgãos de controle como TCE e as procuradorias das próprias secretarias ainda é tão fácil desviar dinheiro público? Até que ponto a composição política das cortes interfere na fiscalização e controle?

Depoisde decidir mudar critérios para assinatura de novos convênios, a Secretaria das Cidades anunciou ontem, por meio de nota, que solicitará a devolução dos R$400 mil destinados à Associação Cultural de Pindoretama para a construção de kits sanitários. Como isso será possível se não restam mais do que centavos nas contas de associações desse município?

Cobranças
Nos dois primeiros programas, exibidos na última terça e quarta-feira, o governador Cid Gomes (PSB) foi cobrado a manifeste-se publicamente sobre o caso.

Já passaram pelo programa Primeiro Plano especial os deputados Heitor Férrer (PDT) e Eliane Novaes (PSB), o promotor de Pindoretama, Marcelo Pires e o sociólogo André Haguette.

Pindoretama (distante 50 km de Fortaleza) foi o primeiro caso a ganhar publicidade com denúncia do jornal O Povo. Na sequência, através de um furo jornalístico da TV Jangadeiro, chegou-se ao mesmo esquema na prefeitura de Ipu (distante 295 km de Fortaleza), revelando que o caso não se restringia a
municípios da Região Metropolitana da capital.

Leia mais:
Assista ao segundo programa do Primeiro Plano Especial – Escândalo dos banheiros
Primeiro Plano: corrupção está no colo do Governo do Ceará, afirma Heitor Ferrer
Vídeo: Primeiro Plano, com deputado Heitor Férrer e o promotor Marcelo Pires
Silêncio de Cid é incompreensível, afirma o sociólogo André Haguette

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me