Ceará, Polêmica
Atualizado em: 22/07/2011 - 11:03 am

Alessander Sales recebeu denúncia sobre esquema de repasse da Secretaria das Cidades para Associações que supostamente financiaram campanha eleitoral

O procurador da República no Ceará, Alessander Sales, avalia como gravíssimas as denúncias envolvendo a Secretaria das Cidades e associações comunitárias ligadas ao presidente do Tribunal de Contas do Estado, Teodorico Menezes, afastado após a divulgação do caso. Segundo o procurador, o deputado estadual Teo Menezes (PSDB),  filho do conselheiro o TCE, pode ter o mandato cassado se for comprovado que os repasses financiaram sua campanha eleitoral.

“Esses fatos vão ser esclarecidos e as responsabilidades vão ser cobradas”, enfatiza Alessander Sales que ainda ressalta que “A condenação por crime eleitoral resulta na cassação do mandato”.

Presidentes de entidades que receberam verba pública, através da Secretaria das Cidades, para a construção dos banheiros que nunca saíram do papel, tem ligação com Teodorico, seja por meio de contratações no Tribunal de Contas do Estado ou de parentesco. Além disso, estes presidentes das entidades doaram dinheiro para a campanha do deputado estadual Téo Menezes (PSB).

Leia também:
Presidente do TCE cancela férias e pede afastamento do cargo 
BNB envia esclarecimentos ao blog  
Vídeo: Denúncias de fraudes na construção de kits sanitários em 5 cidades 
Governo do Ceará financia esquema milionário de banheiros fantasmas   
Vídeo: Governo do Ceará pagou R$ 400 mil para construção de banheiros que não saíram do papel       

Teo
Durante entrevista, Alessander Sales deixou claro que se for comprovado crime eleitoral o deputado Téo Menezes será cassado. Ele lembrou que a denúncia foi feita ainda no ano passado, quando estava a frente da Procuradoria Regional Eleitoral.

“Nós temos procedimentos na Procuradoria Eleitoral que investigam repasses de recursos financeiros que foram feitos justamente para essas entidades, lembro dessas entidades, no caso de Pindoretama especificamente, onde nós pedimos informações”.

Limite
O procurador afirmou que os repasses foram feitos dentro do limite legal, mas que a proximidade do limite final, nos parâmetros da legislação, levanta suspeitas sobre um possível crime eleitoral. As datas chamam atenção sobre a possibilidade de  “que parte desse dinheiro pudesse ser utilizado em campanhas políticas”. Alessander Sales defende que a denúncia ainda precisa ser investigada.

“É preciso esclarecer isso. Existe crime eleitoral a ser investigado e tenho certeza que a Procuradoria Regional Eleitoral não se futará a investigar esses crimes”, enfatizou.

Resposta
O Blog PolitiKa tentou entrar em contato com o deputado estadual Teo Menezes durante toda a manhã desta sexta-feira (22) mas as chamadas do telefone celular não completavam. Em alguns momentos a informação era de que o celular estava fora de área.

Abaixo um trecho da entrevista de Alessander Sales disponível em áudio:

Entrevista Alessander Sales

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me