Greve

Professores em greve organizam nova passeata na Capital

Da Redação do Jangadeiro Online

Os professores da rede pública estadual de ensino, em greve há 26 dias, estão organizando uma nova passeata pela cidade. Nesta quinta-feira (1º), eles irão se reunir, juntamente com alunos, na Praça da Imprensa para pedir melhores condições de trabalho e um salário mais justo para a categoria. Eles defendem, também, o cumprimento do Piso Nacional do Magistério.

Leia ainda:
Professores da rede pública estadual decidem em assembleia continuar greve

Professores reinvindicam implantação do Piso Nacional do Magistério

Ilegalidade
Na tarde da última segunda (29), o desembargador Emanuel Leite Albuquerque, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) determinou a irregularidade da greve. De acordo com a decisão, os professores devem retornar às atividades em até 48 horas, sob pena do pagamento de multa de até R$ 10 mil por dia de descumprimento. De acordo com o presidente da Associação dos Professores do Estado do Ceará, Anísio Melo, a categoria ainda não foi notificada da decisão.

Fora da Lei
De acordo com os professores, o Governo do Estado, até o momento, não cumpre a lei do Piso e também não avança nas negociações.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Educação do Estado (Seduc) informou à redação do Jangadeiro Online que, no último dia 25 de agosto, durante reunião entre o Governo do Estado e Sindicato Apeoc, o governador Cid Gomes assegurou e cumpriu o acordado de que não enviaria a proposta apresentada aos representantes dos professores à Assembleia Legislativa. Além disso, caso a greve fosse suspensa, as negociações seriam retomadas, partindo do zero como queria a categoria.

O ato organizado pelos docentes começa às 8h. Da praça, eles seguem para a Assembleia Legislativa (AL).

Redação Jangadeiro Online


Curtir:


2 thoughts on “Professores em greve organizam nova passeata na Capital

  1. Esse ato será importantíssimo, pois tera a participação de alunos e pais, alem de caravanas do interior do estado. Todos estão sensíveis a luta dos professores, menos o Sr governador, não consigo entender pq tamanho ódio dele por nós.

  2. Senhor governador, o acordado é uma nova proposta que resgaste a dignidade dessa profissão tão massacrada, o acordado é o senhor cumprir as promesas de campanha eleitoral, o acordado é o senhor respeitar os professores pois são eles que estão todos os dias frequentando a base de nossa sociedade, uma sociedade doente pela falta de uma educação de qualidade.

Comments are closed.